2016-10-30

Agronegócios



DEFRON APREENDE QUASE 2 TON DE 
MACONHA EM PONTA PORÃ.


Policiais da DEFRON (Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes de Fronteira), fizeram no final da manhã dessa sexta-feira (04), a prisão de André Luís de Araújo Rauzer (30), morador no Assentamento Itamaraty, na região de Ponta Porã-MS, transportando em uma caminhonete com placas do Paraguai, quase duas toneladas de maconha, na modalidade Cavalo Doido.
O fato ocorreu próximo ao Posto Fiscal Aquidaban na MS 164, durante bloqueio policial onde uma caminhonete Ford Ranger de cor azul com placas paraguaias, ao ver o bloqueio fez o retorno na rodovia evadindo-se sentido Ponta Porã. Os policiais da DEFRON, fizeram o acompanhamento por cerca de 3 km, sendo que o condutor abandonou o veiculo e tentou fugir correndo para uma mata, sendo contido pelos policiais.

Em vistoria ao veiculo foram localizados na carroceria e nos bancos traseiros, 1782 tabletes de maconha que totalizaram 1903 quilos da droga. André relatou que pegou a droga no estacionamento de um Shopping no Paraguai e que levaria ate Dourados, deixando em um posto de combustível para que outro motorista assumisse a o transporte da carga.

O condutor relatou que e acostumado a fazer essa rota e se intitulou um especialista em cabriteiras, que são rotas utilizadas para tentar fugir da fiscalização policial. Relatou ainda que já fez mais de 15 viagens recebendo 3 mil Reais em cada uma delas.

O caso foi registrado como Trafico Internacional
 de drogas na Delegacia de Policia Federal de Ponta Porã-MS.


POLÍCIA CIVIL PRENDE AUTOR DE TENTATIVA DE LATROCÍNIO 
CONTRA MAJOR DA PM, EM CUIABÁ

O suspeito foi localizado no Pronto Socorro de V. Grande, recebendo atendimento médico, após ter levado um tiro no braço, durante a pratica de outro crime
Foto: R.S.W.A./ ed F.A.

A prisão de Eltinho, como é conhecido Elton Peixoto de Moraes de 19 anos se deu através de uma investigação realizada por policiais da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos ( DERF) de Cuiabá, que se iniciou logo após a notícia do crime.

A tentativa de Homicídio ocorreu na noite de quarta feira 26 de outubro,no bairro Goiabeiras, quando a Vítima Gabriel Rodrigues Leal, que é major da PM de Mato Grosso, foi rendido, com sua família, quando o mesmo estacionava seu veículo, ao chegar em sua residência.

O autor da tentativa de latrocínio praticada contra um major da Polícia Militar teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Judiciária Civil, em investigação realizada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) de Cuiabá. O acusado, Elton Peixoto de Moraes, 19, conhecido como “Eltinho”, teve a prisão cumprida na sexta-feira (04.11).

O Major, temendo pela vida de sua família, reagindo ao assalto, e foi alvejado com um disparo no rosto, efetuado pelo Suspeito identificado posteriormente através das investigações como Elton Peixoto " Eltinho".

Foto: R.S.W.A./ ed. F.A.
O suspeito Elton Peixoto, que teve o pedido de prisão temporária representado pelo delegado da DERF, Afonso Monteiro da Silva Junior, e deferido pela 8ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá.


Durante diligências , nesta sexta feira, 4, os policiais receberam informações que Eltinho havia dado entrada no Pronto Socorro municipal de Várzea Grande, com um ferimento, causado por um tiro no braço esquerdo, após se envolver em mais um crime.


Os policiais foram até ao local dando cumprimento ao Mandado de Prisão ao Suspeito, que confirmou a autoria da tentativa de latrocínio contra o major da PM. Eltinho continua internado recebendo atendimentos médicos, mas com uma pulseira especial, e sob vigilância dos policiais.


O delegado informou ainda que através de imagens, a Vitima reconheceu o Suspeito, e ainda afirmou que as investigações continuam para identificar a possível participação de outros envolvidos no crime


PM DE P. LACERDA APREENDE ADOLESCENTES
 QUE PRATICARAM " ROUBOS" COM ARMA DE BRINQUEDO

 Foram momentos de verdadeiro terror, passados pelas vítimas, que não tinham conhecimento que era uma arma falsa, principalmente quando foi apontada para a cabeça de uma criança
  
Foto: divulgação PMMT- 18º BPM/ P. Lacerda/ Ed F.A.



Noite de segunda feira agitada em Pontes e Lacerda, onde vários telefonemas relatavam 3 roubos seguidos, ocorrido na região central, praticado por uma dupla, de  suspeitos bem jovens, onde um estava armado, aparentemente com uma pistola.

Uma viatura foi atá a região do último roubo, e encontrou uma senhora, com uma criança de colo, que estava bastante nervosa, pelo que ocorreu. A mesma relatou aos policiais que teve sua bolsa roubada, e que na ação criminosa, o bandidos que estava armado chegou a colocar a arma na cabeça de sua netinha que estava em seu colo, fato este que a deixou completamente abalada.

Outras viaturas foram acionadas e passaram a realizar diligências para tentar localizar os suspeitos, que tiveram suas características e vestimentas, relatadas pelas vítimas.

Durante o policiamento, uma ligação via 190, informou que possivelmente a dupla estaria em uma " boca de fuma" no centro na mesma região.

Os policiais foram até ao local, e ao entrarem por uma porta, um suspeito espirou pela janela e o outro por outra porta. 
 Um suspeito não teve muita sorte e foi detido no mesmo local. 

O outro suspeito, que teve menos sorte ainda, conseguiu iniciar sua rápida fuga, mas foi impedido por uma pilha. isto mesmo, o suspeito caiu de uma pilha de tijolos, cortando sua cabeça, levemente, sem gravidade, porém foi o suficiente para que os policiais colocassem as mãos nele.

 O mesmo pulou uma cerca de madeira e passou por um monte de entulhos caindo e batendo a cabeça contra a pilha de tijolos. 

Durante os trabalhos foi constatado que na realidade os suspeitos eram dois adolescentes infratores, e a arma na verdade era um simulacro. Uma arma de brinquedo, que levou muito medo e pavor a suas vítimas.
Foto: divulgação PMMT- 18º BPM/ P. Lacerda

Os mesmos identificados como M.F. de 16 anos e R.S.R. de 15, ou seja  dois menores que poderiam estarem brincando de "polícia e ladrão", estavam praticando " Atos infracionais", atuando numa brincadeira verdadeira e perigosa, voltada para o lado do mau.
 Os policiais encontraram com R.S.R. a arma falsa, e com M.F. foram encontrados uma bolsa e três aparelhos celulares, pertencentes as vítimas

 M.F foi socorrido ao Hospital Vale do Guaporé, onde recebeu atendimento médico, sendo apreendido e juntamente com o outro menor encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Pontes e Lacerda, onde outras providências foram tomadas, e os pertences devolvidos a seus legítimos donos.




OPERAÇÃO DE PRIMAVERA DO LESTE DESMONTA QUADRILHA QUE ATUAVA NO TRÁFICO INTERESTADUAL





Investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) da Polícia Judiciária Civil de Primavera do Leste (231 km ao Sul), levaram a prisão seis pessoas com 16 quilos de cocaína e apreensão de quatro veículos e duas armas de fogo. A quadrilha, que atuava na rota entre Cáceres, Primavera do Leste e estados do Nordeste brasileiro, transportava, por mês, cerca de 300 quilos de pasta base.




A operação, denominada "Nelore", foi deflagrada na quinta-feira (03.11), com apoio dos Núcleos de Inteligência de Primavera do Leste e de Cáceres, Delegacia de Araputanga, Delegacia Especializada de Entorpecentes (DRE), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Grupo Especial de Fronteira (Gefron). "Foi uma operação integrada, que sem esse apoio, não teríamos êxito", disse a delegada Anamaria Machado Costa.

De acordo com as investigações, dois dos presos são de Primavera do Leste e os demais moradores da região de fronteira.
 O grupo, segundo a delegada, movimentava carregamentos de drogas de Cáceres para a cidade de Primavera do Leste e o Nordeste do Brasil, onde o entorpecente era comercializado por valores altos.




A delegada explicou que as investigações começaram há 3 meses, com os traficantes de Primavera do Leste, C. P.  R., que já tem passagens por tráfico de drogas e forte atuação na fronteira, e S. K.. Ambos foram presos na BR 070, saindo de Cáceres.

Os dois traficantes de Primavera tinham o apoio na fronteira, dos irmãos D. P. e S. P., responsáveis por buscar a droga na Bolívia, que ficava por algum tempo enterrada no sítio dos irmãos, em Mirassol D'Oeste, e vigiada por um senhor de idade, que foi preso na propriedade juntamente com os irmãos.

No local, veículos eram adaptados para transportar a droga até seu destino final, a cidade de Primavera do Leste e regiões do Nordeste brasileiro e o Rio Grande do Sul.

Foto: P.J.C./ Ed F.A.
O transporte era feito por J. L., conhecido por "Gaúcho". Ele foi abordado pelo Gefron, em uma estrada entre os municípios de Reserva do Cabaçal e Araputanga, conduzindo um Fiat Uno, contendo 16 quilos de pasta base, escondidos em compartimentos do carro, como o tanque de combustível. "Essa rota era usada para fugir da fiscalização da força policial.Mas não teve êxito. Foi abordado e está preso. Eles vão responder por tráfico e associação para ao tráfico", disse Anamaria.

"Para nossa investigação tinha mais drogas, mas infelizmente não conseguimos pegar. Eles atuavam em um sítio, onde escondiam a droga, e depois transportavam para a Primavera do Leste e outras unidades da federação, como os estados do Nordeste e o Rio Grande do Sul. Eles conseguiram vender a pasta base por valores bem alto", completou.

Na operação, além dos quatro veículos (duas caminhonetes e dois automóveis) foram apreendidas uma espingarda e um revólver, em poder dos irmãos S.P. e D.P.




"Fizemos diligências com equipes da Derf na região de fronteira, juntamente com apoio da força policial da PRF, importantíssimo apoio, Gefron, inclusive com diligências da DRE e da Delegacia de Araputanga, liderada pelo delegado Carlos Bock, que realizou o flagrante", finalizou a delegada.

Fonte: P.J.C./ (Reprodução)



CHEFE DO TRÁFICO NA FRONTEIRA COM O PARAGUAI É PRESO DE NOVO POR VENDER COCAÍNA PARA O RIO GRANDE DO SUL

Jarvis Chimenes Pavão já está detido em cadeia paraguaia, mas, ainda assim, segue gerenciado venda de droga no país vizinho

Chefe do tráfico na fronteira com o Paraguai é preso de novo por vender cocaína para o Rio Grande do Sul Arquivo ABC Color/
Jarvis Chimenes Pavão (de amarelo) sendo conduzido à cadeia no Paraguai, em 2009Foto: Arquivo ABC Color

Considerado um maiores narcotraficantes da América do Sul e herdeiro de Fernandinho Beira-Mar, Jarvis Chimenes Pavão foi o principal alvo de uma operação da Polícia Federal nesta sexta-feira por envolvimento com a venda de drogas para o Rio Grande do Sul. Brasileiro de Ponta Porã, cidade do Mato Grosso do Sul localizada na fronteira com o Paraguai e uma das principais rotas de tráfico para o Brasil, Pavão já está preso e teve a preventiva decretada pela Justiça brasileira nesta sexta-feira.

Até julho deste ano, Pavão cumpria a pena de oito anos de prisão por tráfico de drogas em cela de luxo na prisão Tacumbú, em Assunção, uma das mais lotadas do país vizinho. Três suítes, uma cama confortável, TV de plasma e até uma biblioteca com a coleção em DVD da série sobre o narcotraficante Pablo Escobar. Aliás, a comparação com o colombiano é recorrente.

Cela de luxo na cadeia de Tacumbú também era alugada por altos valores para outros presosFoto: Norberto Duarte/AFP
Livros sobre Pablo Escobar eram mantidos em biblioteca dentro da celaFoto: Norberto Duarte/AFP


— Jarvis tinha um "presídio dele", mandava em todo mundo lá, manda matar inimigos e continua comandando o tráfico mesmo preso, isso lembra muito o Pablo Escobar — avaliou o delegado da Polícia Federal em Porto Alegre e responsável pela Operação Argus, Roger Soares Cardoso.

Ainda conforme o policial, era o chefe do tráfico na fronteira Brasil-Paraguai quem vendia a droga para o empresário que mantinha uma transportadora de fachada em Porto Alegre e subcontratava caminhoneiros para trazer cocaína para o RS. Transportados em fundo falso de caminhões, cerca de 400 quilos de cocaína chegam por mês até sítios no interior de Viamão. De lá, uma facção criminosa levava em porções de até 40 quilos a droga até os vales do Taquari e do Sinos.

Com a prisão preventiva desta sexta-feira, caso condenado novamente, a pena de Pavão deve ser aumentada, além de reforçar a luta da polícia brasileira para trazê-lo de volta para o país. Ele já havia sido condenado no Brasil a 17 anos de cadeia por lavagem de dinheiro, mas fugiu para o país vizinho, onde foi detido em 2009. O Paraguai resiste em extraditá-lo. Enquanto a PF tem interesse em interrogá-lo para a apurar série de crimes como lavagem de dinheiro, associação ao tráfico, roubos e clonagens de veículos e até assassinatos.


A descoberta de uma bomba de explosivos plásticos no muro da prisão Tacumbú em julho não só revelou que o artefato seria usado supostamente para uma fuga cinematográfica, mas que Pavão morava havia sete anos em uma cela com todas as comodidades e protegido pela cumplicidade comprada de altos funcionários.

O brasileiro então foi transferido para uma unidade de segurança máxima, segundo autoridades paraguaias, que passaram a investigar como Pavão teve acesso às instalações privilegiadas.
TV de plasma, geladeira e cozinha particular: a cela de luxo que Pavão estava até julho deste anoFoto: Norberto Duarte
O começo da "carreira" e a parceria com as Farc
De Ponta Porã, Jarvis Chimenes Pavão mudou-se para Santa Catarina nos anos 1990 e instalou-se em Balneário Camboriú, onde passou a atuar no comércio de veículos, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.
Depois de chegar a cumprir pena em SC, Pavão passou a ser considerado como um dos principais traficantes do Estado. Com prisão novamente decretada, fugiu pela mesma rota de onde mandava vir a droga: o Paraguai.
Assim como Fernandinho Beira-Mar, escolheu viver em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha a Ponta Porã e conhecida como o paraíso da maconha por abastecer bocas de fumo das cidades do Sul e Sudeste do país. Por essa região também passa a cocaína produzida no Peru, Colômbia e Bolívia em direção ao Brasil.
Lá, criou empresa de importação e exportação de cervejas de fachada e teria feito parceria com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no esquema de troca de armas por cocaína.
 Fonte : Zero Hora *com informações do Diário Catarinense e da AFP

PF DEFLAGRA OPERAÇÃO BINACIONAL PARA DESMANTELAR 
QUADRILHA DE TRÁFICO DE DROGAS

Foto: Ass. Com PF/ divulgação Ed F.A.


Goiânia/GO - A Polícia Federal deflagrou nesta madrugada (4/11) a Operação Cavalo Doido, para desmantelar uma quadrilha que agia no tráfico internacional de entorpecentes, no Goiás.

 Ela distribuía drogas produzidas no Paraguai para os Estados de Goiás, Pará, Distrito Federal e Mato Grosso do Sul. Trata-se de uma das maiores operações da PF nos últimos anos.

Mais de 200 policiais participam da operação, realizada em conjunto com a Polícia do Paraguai. Equipes estão responsáveis pela destruição de plantios de droga nas fazendas de propriedades do grupo criminoso. Ao todo são 81 medidas judiciais, sendo 21 mandados de prisão preventiva, 11 mandados de prisão temporária, 15 conduções coercitivas e 34 mandados de busca e apreensão, cumpridos, simultaneamente, nos estados de Goiás e Mato Grosso do Sul.

A PF identificou uma das rotas do grupo, que entrava pela região fronteiriça de Pedro Juan Cabalero, vinda do Paraguai. No decorrer das investigações, foram apreendidas mais de 10 toneladas da droga, armas de grosso calibre e carros de luxo. Estima-se que o grupo tenha movimentado mais de 1 bilhão de reais. Foram bloqueadas 80 contas bancárias do grupo.

Os investigados responderão por tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico, corrupção ativa, tráfico internacional de armas, adulteração de arma de fogo e porte ilegal de armas. Somadas, as penas podem ultrapassar 30 anos.

Será realizada entrevista coletiva, às 10h (horário local), no Auditório do 11° Regimento de Cavalaria Mecanizado. Av Duque de Caxias, S/N, Ponta Porã, MS.

 Fonte: Ass Com PF
 BANDIDOS ARRISCAM A SORTE EM RONDÔNIA E LEVAM A PIOR DURANTE CONFRONTO COM A POLÍCIA

 4 bandidos realizaram um verdadeiro arrastão em Buritis, e na fuga deram de frente com policiais, onde houve um violento confronto, e todos foram a óbito


Foto: R.S.W.A. ed F.A.


Na tarde desta quinta -feira, 03 de Novembro, a população de Buritis, cidade distante a cerca de 323 Km da Capital Porto Velho, primeiro sofreu com a ação de uma quadrilha que realizou vários roubos, e depois presenciou a chegada destes mesmos bandidos, mortos na carroceria de uma caminhonete.

Tudo começou quando quatro bandidos, de nomes ainda não revelados, realizaram roubos a vários comércios locais, onde de posse de armas de fogo, chegavam intimidando e levando oque queriam, sob grave ameaça, como se estivessem numa terra sem lei.

A quadrilha roubou também uma loca de venda de celulares e também uma joalheria, e em seguida fugiram em um veículo GM Spin de cor branca, de  placas OHM-8489, sentido a cidade de Ariquemes-RO, pela Linha -2. 
Veículo da Polícia Civil perfurado por tiros dos bandidos 
Imagem : R.S.W.A. /ed F.A.


Durante a fuga se depararam com um bloqueio policial, realizado em conjunto pelas polícias militar e Civil, onde eles não se intimidaram e abriram fogo contra os policiais, alvejando as viaturas. 


Veículo da Polícia Militar perfurado por tiros dos bandidos 
Imagem : R.S.W.A. /ed F.A.


Esta ação teve uma reação imediata, onde foi travada uma violenta troca de tiros, até cessar os disparos, que partiam dos bandidos. 


Foi constatado posteriormente que os quatro ocupantes do veículo, foram alvejados, e estavam gravemente feridos.
Corpos dos suspeitos, em frente ao Hospital, após ser constatado que haviam ido a óbito
Imagem : R.S.W.A. /ed F.A.

Os suspeitos foram socorridos para o Hospital, chegaram sem vida, devido aos ferimentos, sendo constatado a morte dos mesmos, pela equipe de saúde.
Veículo da Polícia Civil que tentou socorrer
 os bandidos após troca de tiros

Imagem : R.S.W.A./ Ed F.A.
















Vídeo: do momento que eram levados ao Hospital, sendo socorridos, mas devido aos ferimentos chegaram mortos.





Com eles foram apreendidas duas armas de fogo, sendo um revolver e uma pistola, 25 aparelhos celulares, dentre eles muitos roubados durante as ações criminosas na cidade, relógios dinheiro.
Foto: TBM


Apenas um deles foi identificado como Acácio Fabrício da Silva, de 32 anos, conhecido pela Polícia, com participação em vários roubos  a Correios, incluindo um roubo na própria cidade de Buritis, onde um policial que estava no local, teve sua arma roubada. 


 Segundo informou a imprensa local, os Delegados da Polícia Civil  Lucas Torres e Nick Lucatelli, ainda tem um foragido, e as equipes se encontram em diligências para identificar e prender o mesmo. 

Durante a ação dos bandidos, ainda foi roubada uma motocicleta, e  a vítima esteva na delegacia, para registrar a ocorrência, e terá seu veículo restituído.  O veículo utilizado pelos bandidos, a princípio nada consta no sistema, porém uma perícia minuciosa será realizada, para verificar se existe alguma adulteração, no mesmo.

Também será realizado a perícia e identificação dos corpos dos outros suspeitos.
POLÍCIA CIVIL ESCLARECE FURTO EM 
CASA LOTÉRICA DE CURVELÂNDIA

E não é que os larápios já estavam em cana, presos pela Polícia Militar, por furto a um escritório de advocacia em Mirassol  D´oeste.


Imagem: R.S.W.A./ ed F.A.

 Os policiais chegaram até a conclusão, após analisarem as imagens da câmera de segurança, da lotérica Sorte Grande, roubada na madrugada deste dia 2, em uma ação muito rápida, onde dois cofres foram arrombados.
Imagem: R.S.W.A./ ed F.A.
As imagens mostram a dupla, Tio e sobrinho, ambos de Várzea grande, entrando rastejando, para a sala onde fica os cofres. 
 O sobrinho E.N.F. de 23 anos entra primeiro na sala, e vai direto para uma das câmeras de segurança. 


Imagem: R.S.W.A./ ed F.A.
 Em seguida o tio, P.S.S.n. de 35 anos, que é bem mais baixo, com estrutura física menor, entra na sala, também rastejando, 
 O sobrinho arrasta um dos cofres enquanto o tio que havia saído retorna com objetos, para o arrombamento. 




 O sobrinho constata uma outra câmera que continua gravando, e vai até ela interrompendo a gravação das imagens, mas já era tarde, pois os rostos dos mesmos já estavam devidamente registrados.

A dupla já estava presa, sendo autuada por outro furto ocorrido na mesma noite em Mirassol D´oeste. 

leia também: Polícia Militar prende dois larápios e recupera produto de furto em Mirassol D´oeste

 Durante nova entrevista com os artistas, foi constatado que eles teriam praticado um outro furto na mesma casa lotérica, há alguns meses, e retornaram para mais um furto.

A coisa que parecia ser fácil, acabou se tornando uma grande dor de cabeça para eles, que são de Várzea Grande, e talvez pensaram que teriam uma sorte maior, em uma cidade pequena.

 O caso ainda está sendo investigado, e apurado para se saber outros detalhes, bem como onde estaria o dinheiro, cujo valor ainda não foi informado para não atrapalhar as investigações.

 NOVO CANGAÇO ATACA AGÊNCIA DO SICREDI, NO INTERIOR
 DE MT, FUGINDO COM DINHEIRO E REFÉNS

 O assalto ocorreu em mundo novo, e neste momento policiais do BOPE voam para a região para caçar os criminosos.

Foto: R.S.W.A./ ed F.A.

Na manhã desta sexta feira 4, uma bando de criminosos atacou a agência do Banco Sicredi, no município de Mundo Novo,  distante aproximadamente 785 Km  ao Norte da Capital Cuiabá. 

Eram cerca de 4 ou 5 Bandidos, que fortemente armados chegaram a agência, mostrando o poderio de fogo, atirando para o alto, e fazendo reféns, colocando as pessoas como escudos na frente do banco. 

 Veja o Vídeo: You Tube







 Segundo primeiras informações houve uma troca de tiros e um policial ficou ferido, mas ainda não foi confirmado o nome e a veracidade deste fato. 

Os bandidos fugiram levando três reféns, o Gerente, uma funcionária do caixa e o segurança.
Veículo alvejado pelos bandidos
Foto: R.S.W.A./ ed F.A.

Na fuga vários disparos foram realizados para todos os lados, para intimidar e impedir a perseguição por parte da polícia.

Segundo uma fonte, Policiais do batalhão dede operações especiais, estão voando neste momento para a região para iniciar a caçada aos criminosos.

Cápusas de munições de grosso calibre
 da armas utilizadas pelos bandidos
Foto: R.S.W.A./ ed F.A.
  Os bandidos estão de roupas camufladas, com mochilas, e armas longas e curtas. Indicando que estão preparados para fuga até mesmo em região de mata, como sempre ocorrem nestes tipos de assaltos, e geralmente enfrentam a polícia. 
 Em mato Grosso, este tipo de crime havia praticamente zerado, e a um bom tempo não ocorre, pois a resposta da Polícia sempre tem sido dura e a altura do desafio as leis imposta por estes criminosos.





 Esta mesma agência foi roubada em outubro de 2015, a mais de um ano.

Reveja a matériaNovo Cangaço; bando assalta banco em  Mundo Novo 

Ainda estamos atualizando as informações 

POLICIAIS MILITARES DE COMODORO-MT, APREENDEM 
 256 KG DE MACONHA QUE SEGUIA PARA RO

  A droga  estava em um caminhão, que saiu de Campo Grande -MS, e cruzou o  Estado de Mato Grosso e seguia para Rondônia, com um batedor, que também foi preso.

 
Foto: R.S.W.A./ Ed F.A.

Na tarde desta quinta feira, Policiais Militares da 2ª Cia IPM  de Comodoro- MT, localizado na região de fronteira com a Bolívia, e distante a cerca de 620 KMs de Cuiabá, realizaram mais uma grande apreensão de drogas. 

Desta vez foram apreendidos cerca de 256 Kg de maconha, que ´certamente é de origem Paraguaia, e entrou no País por Mato Grosso do Sul, e seguia para a Capital de Rondônia.

A apreensão se deu quando uma equipe que realizava o policia,mento da área urbana, visualizou um caminhão Mercedes Bens , de cor vermelha, tipo graneleiro, que estava em uma oficina de reparos de radiadores. 

Os policiais acharam que algo não estava certo, e passaram a desconfiar de que alguma coisa ilícita pudesse estar ocorrendo. 
 Por telefone , entraram em contato com a referida oficina, indagando qual o tipo de conserto, estava sendo realizado no caminhão. 

Como resposta foram informados que o motorista levou o caminhão para consertar o o radiador, e que seu companheiro, que estava em outro veículo teria seguido até a cidade de Vilhena-RO, onde buscaria o dinheiro para pagar pelo serviço de conserto. 

Como o tirocínio de um policial as vezes fala mais alto que muitas situações aparente normais, uma equipe passou a ficar por perto, realizando rondas e sempre de olho no local. 

 Poucos minutos após, o caminhão já estava se deslocando juntamente com um carro de passeio, modelo Ford KA de cor branca, pela BR 174, em direção ao Estado de Rondônia. 
Foto: R.S.W.A./ Ed F.A.

Foi realizado o acompanhamento, e alguns KMs adiante foi realizado a abordagem a ambos os veículos. 

 Durante a abordagem foi constatado que o caminhão era conduzido por L.S. O. de 50 anos, natural do Espirito Santo, morando atualmente em Ji-Paraná-RO, Ao ser realizado vistoria na carroceria do caminhão, foram encontrados vários fardos de tamanhos e pesos diversos: ( 8 invólucros grandes de aproximadamente 30 kg cada, um invólucro menor de 9 kg e cinco embalagens avulsas que juntas pesaram aproximadamente 4 kg)


Foto: R.S.W.A./ Ed F.A.
No veículo Ford KA, estava o suspeito J.A.L.O. de 44 anos, também de Ji-Paraná Rondônia, que fazia a função de batedor de estrada, para verificar se havia barreira policial.


Ao ser indagado a respeito do que estava sendo feito na oficina, e o que o suspeito teria se deslocado a cidade vizinha, o mesmo relatou que teria ido sacar dinheiro em Vilhena, para pagar o conserto do caminhão, uma vez que na cidade de Comodoro , não possui agência da caixa econômica, onde sacaria.

Foi informado o valor de R$ 180,00 pelo serviço, e confirmado durante a entrevista com o motorista do caminhão.

Os mesmos relataram ainda que  a droga havia sido pega em Campo grande e seguiria para Porto velho, e que receberiam R$ 35 Mil Reais pelo transporte da carga.

Os suspeitos juntamente com a droga e os veículos foram conduzidos para a Delegacia de polícia Civil de Comodoro, onde outras providências foram tomadas.






ROTAM RECUPERA HILUX ROUBADA EM PRIMAVERA DO LESTE
E MANDA DOIS PRO XILINDRÓ

Foi um grande trabalho, que além de recuperar o produto do roubo, ainda prendeu quem estava entregando e também uma suspeita de ser a receptadora.


Foto: divulgação: PMMT/ Ed F.A.


Noite de quarta feira, 2, feriado de finados, e mais uma ação criminosa ocorria na Capital do Estado, Cuiabá. Mas desta vez os suspeitos não teriam muita sorte, ao cruzarem com a Rotam.
Foto: Facebook página ROTAM

Já na virada da noite de quarta pra quinta, 2 para 3, policiais Militares do batalhão Rotam, receberam a informação, que uma caminhonete HILUX de cor branca, de placas NUG-9308 do município de Barra do Garças-MT. seria produto de roubo e estaria nas proximidades da Rodoviária de Cuiabá.

 O veículo foi roubado  de um oficial de Justiça de Primavera do Leste, e o serviço de rastreamento auxiliou, no êxito da ocorrência, 
Ainda foram roubadas duas armas de fogo além de outros objetos, na casa da Vítima.


Com estas informações, os policiais realizaram diligências, no bairro Alvorada, mais precisamente próximo ao Terminal Rodoviário de Cuiabá, com o intuito de localizar a caminhonete e o suspeito que estava com ela.
Foto: divulgação: PMMT/ Ed F.A.
O veículo foi visto saindo de um hotel, nas proximidades da rodoviária, e foi imediatamente abordado, sendo constatado como o veículo da denúncia, que estava sendo conduzido pelo suspeito G.J.C..

Com o suspeito foi localizado ainda um revolver calibre 38, que também é produto de roubo, na casa da Vítima.

Continuidade dos trabalhos e uma suspeita de ser receptadora foi presa, com drogas nas proximidades.

Durante entrevista o suspeito revelou que entregaria a caminhonete a uma mulher, que possui um veículo Gol de cor branca. 
 Enquanto ocorria a entrevista, um veículo com as mesmas características e com uma mulher passou pelo local, e foi apontado pelo suspeito como sendo a mulher a quem seria entregue o veículo roubado. 

 De imediato, a equipe se dividiu,sendo que uma equipe encaminhou o suspeito para a Central de Flagrantes enquanto a outra viatura realizou o acompanhamento e a abordagem ao referido veículo, VW Gol de placas OBO-8453, que tinha como condutora a suspeita L.C.P. de 26 anos, moradora do bairro Noise Curvo, que fica aos fundos da UNIVAG, em Várzea Grande.

 Durante vistoria no interior do veículo, foi localizada uma porção de substância análoga a maconha.
A mesma foi reconhecida por terceiros, apontada por envolvimento com o tráfico de drogas na região.


Foto: divulgação: PMMT/ Ed F.A.

Diante desta situação, os policiais foram com a mesma até a sua residência, em Várzea Grande onde foi realizada uma vistoria, sendo encontrado mais outras porções de maconha,  materiais para misturar a entorpecentes, documentos falsos, celulares e munições calibre 38, e 7 aparelhos celulares.


A mesma Também foi conduzida para a central de Flagrantes juntamente com o veículo Gol, e demais materiais e entorpecentes apreendidos, onde outras providências foram tomadas. O fato está sendo investigado pela Polícia Civil, que está a procura dos demais envolvidos no roubo da caminhonete.



POLICIAIS MILITARES DO 3º BPM, RECAPTURAM 
FORAGIDO DA CADEIA DE SINOP. 

Na casa do mesmo ainda foi encontrada uma arma furtada de uma casa especializada, além de munições e uma luneta.

Foto: Divulgação ( ed  F.A.)
 A equipe de inteligência do 3º BPM, Cuiabá, após receber informações que um indivíduo que estaria residindo em uma Kit Net na Rua Brasil no Bairro Dr Fábio II, estaria realizando vários roubos na área do 3 BPM.

 Diante a denúncia a equipe realizou monitoramento e vigilância na residência do suspeito onde após a identificação do mesmo foi solicitado apoio de uma viatura da Base três Barras, que é responsável pelo policiamento da área,  para realizar a devida abordagem. 

Durante a abordagem o suspeito apresentou uma CNH em nome de Jhonn Lennon, sendo que ao realizar entrevista com o suspeito este informou que seu verdadeiro nome seria Júnior dos Santos e que seria fugitivo da cadeia pública de Sinop,

Diante a confirmação foi dado voz de prisão ao suspeito e ao realizar buscas na residência do mesmo foi localizado uma pistola calibre 380 a qual consta como sendo produto de roubo ou furto ocorrido na loja Rainha das armas, em Várzea Grande, Cidade vizinha a Capital Cuiabá


Foto: Divulgação ( ed  F.A.)
 Loja especializada em venda de armas e munições,e outros artigos, que foi roubada em junho de 2015, ocasião em que foi lavado um verdadeiro arsenal de armas. 

 Na casa do suspeito ainda foi apreendida uma luneta e diversas munições calibre .40, 28 e 20.

 Diante aos fatos o suspeito detido foi conduzido para a Central de Flagrantes para providências necessárias.

 Fonte: Carla Duarte: assessoria


O QUE É 0 MAYARO, VÍRUS QUE PODE ESTAR SE ESPALHANDO PELO CONTINENTE E PREOCUPA CIENTISTAS

DA BBC-BRASIL
O mosquito Aedes aegypti, que transmite a zika, a febre amarela e a chikungunya, também pode ser um vetor da febre mayaro
Imagem : Jeff Miller/UW-Madison/AP

Primeiro foi o chikunguya e, depois, a zika. Agora, cientistas e epidemiologistas começam a se preocupar com outro vírus: o mayaro.
Pesquisadores da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos, anunciaram ter encontrado no Haiti um caso inédito de mayaro, doença caracterizada por uma febre hemorrágica similar à da chikungunya.
Ainda que o vírus não seja totalmente desconhecido - foi detectado nos anos 1950 -, até agora só haviam sido registrados pequenos surtos esporádicos na região amazônica e seus arredores.
Especialistas alertam que este caso pode ser um indício de que o vírus está se espalhando e já começa a circular pela região do Caribe.
"Os sintomas são muito similares aos da chikungunya. Por isso, quando o paciente vai ao médico, pensam se tratar dessa doença e não sabem que é mayaro", disse John Lednicky, que liderou a equipe da universidade americana responsável pelo estudo.
Lednicky explicou não haver nenhum sintoma que distingue a chikungunya da febre mayaro. Ambas provocam febre, erupções na pele e dores nas articulações.
Em ambos os casos, os efeitos são mais prolongados do que em paciente com dengue e zika, chegando a durar de seis meses a um ano.
"O que está acontecendo é que estamos nos deparando com pacientes que se queixam de erupções na pele e dores musculares prolongadas, mas os exames dão negativo para Zika e Chikungunya. Então, o que afinal eles têm?", disse Lednicky.
O preocupante é que o vírus detectado no Haiti é geneticamente diferente dos que haviam sido descritos previamente, esclareceu o especialista.
"Não sabemos se é um vírus novo ou uma nova cepa de diferentes tipos de Mayaro."

Casos de mayaro

O vírus foi descoberto em 1954 em Trinidad e Tobago, mas até agora só se sabia de surtos isolados na selva amazônica e em outras partes da América do Sul, como Brasil e Venezuela.
O caso encontrado pela Universidade da Flórida foi identificado a partir de uma amostra de sangue de um menino de 8 anos de uma zona rural do Haiti. Ele tinha febre e dores abdominais, mas não apresentava erupções nem conjuntivite, sintomas normalmente associados à chikungunya.
Pesquisadores da universidade colheram uma série de amostras durante e depois do surto de chikungunya no Haiti.
Após a análise virológica e molecular para detectar os vírus da dengue e da zika, foi confirmada a presença da dengue no paciente alvo do estudo, mas também de um novo vírus, identificado depois como o Mayaro, disse Lednicky.
Enquanto a atenção do mundo estava voltada para a  zika, "a descoberta deste outro vírus é uma grande fonte de preocupação", disse Glenn Moris, diretor do Instituto de Enfermidades Patógenas Emergentes da Universidade da Flórida.

Investigação precisa de recursos

Lednicky explicou que é "difícil avaliar o quão grave é o surto de mayaro neste momento", já que existem poucos estudos sobre o vírus.
"No Brasil, há dois tipos genéticos diferentes, e não sabemos qual é o mais virulento. Faltam mais estudos e monitoramento das áreas afetadas."
Um problema é a falta de recursos para fazer essas pesquisas, segundo médico americano.
"Na Universidade da Flórida, estamos buscando fundos, mas é difícil obtê-los para esse tipo de estudo nos Estados Unidos. E no Haiti, os poucos recursos que eles têm são necessários para cobrir as necessidades mais básicas dos pacientes."
Lednicky acrescentou não saber o que vai acontecer no Haiti após a passagem pelo país do furacão Matthew, que poderia ter levado os mosquitos transmissores da doença até a República Dominicana e outras ilhas caribenhas.

Possível adaptação do vírus

A semelhança com o vírus da chikungunya também preocupa os cientistas.
Em um artigo publicado na revista Scientific American, Marta Zaraska, jornalista especializada em ciência, destaca que isso poderia explicar por que o Mayaro pode se tornar um problema generalizado.
"Ambos os vírus eram originalmente transmitidos por mosquitos da selva, infectando pessoas na região amazônica, mas o Chikungunya tem se adaptado e hoje é transmitido por mosquitos urbanos, como o Aedes albopictus e o Aedesaegypti", que também transmitem a febre amarela, a dengue e a zika.
Segundo Zaraska, "o mesmo pode estar ocorrendo no caso do Mayaro".
Em exames de laboratório, foi provado que o Aedes albopictus e o Aedes aegyptipodem ser vetores da febre mayaro - e o fato do vírus ter sido detectado no Haiti sugere que ele também está se adaptando ao ambiente urbano.
crédtos:María Esperanza Sánchez


COMO O XIXI VIROU O PRINCIPAL INIMIGO
 DA IGREJA MAIS ALTA DO MUNDO


 Da BBC-BRASIL
Vista de Ulm com a catedral gótica. A cidade alemã está às margens do rio Danúnio
Getty Images

A cidade alemã de Ulm está tomando medidas desesperadas para impedir que homens continuem urinando nas paredes da Catedral de Ulm.
O problema está afetando a fundação de pedra da igreja, que é conhecida por ter a torre mais alta do mundo.
Os sais e ácidos da urina estão acelerando o processo de erosão do edifício, segundo relataram os responsáveis pela conservação da igreja ao jornal local "Südwest Press".
A cidade de Ulm chegou a dobrar o valor das multas para aqueles que forem flagrados fazendo xixi nas paredes históricas, que passou a ser de 100 euros (R$ 346) no início deste ano, mas a medida surtiu pouco efeito.
"Já faz meio ano que venho monitorando o local, mas, ainda assim, volta e meia as paredes ficam cobertas por urina e vômito," afirmou Michael Hilbert, chefe do departamento de manutenção da igreja.
Ele disse ao jornal não ser da "Pinkelpolizei" - "polícia do xixi" em alemão -, mas que gostaria de ganhar autoridade para poder combater o problema. "Se trata de uma questão de ordem legal", afirmou.

Grandiosa

A igreja começou a ser construída em 1377, mas levou 613 anos para ser finalmente concluída, em 1890. Sua torre mede 161 metros e 53 centímetros.
Devido ao seu tamanho imponente, o prédio sempre é mencionado como catedral, embora não seja oficialmente uma. Sua base, composta de arenito, passou recentemente por restauração.
A área em torno da igreja é usada para eventos ao longo do ano. Hilbert diz que os organizadores deveriam disponibilizar banheiros químicos gratuitos para que os homens parem de recorrer à estrutura gótica para urinar.
Uma porta-voz da prefeitura da cidade afirmou que as patrulhas da polícia no local foram intensificadas.
Ela admite que o aumento das multas não surtiu o efeito desejado, mas afirmou ao jornal que recentemente quase ninguém foi pego cometendo o ato ilícito. De acordo com a representante, o problema deve persistir "enquanto existirem pessoas".
A Catedral de Ulm deve perder o posto de igreja mais alta do mundo assim que as obras da Sagrada Família, em Barcelona, forem concluídas, o que deve ocorrer em 2026.
Quando pronta, a obra-prima de Gaudí deve atingir a altura de 172 metros e 50 centímetros.

Postagens mais visitadas

Seguir pelo email

Arquivo do blog