PM prende suspeito acusado por ter sequestrado, drogado e estuprado mulher em Cáceres.



PM PRENDE SUSPEITO ACUSADO POR TER SEQUESTRADO, DROGADO E ESTUPRADO MULHER EM CÁCERES

Os policiais tiveram muito trabalho para realizara prisão do suspeito, que com a ajuda do irmão resistiram e tentou fugir, entrando em luta com os policiais.

Ikustração
Por volta das 12 horas deste sábado dia 2 Policiais Militares de Cáceres-MT, distante a 220  KMs de Cuiabá, receberam solicitação via Ciosp, para averiguarem uma ocorrência onde uma vítima de sequestro e estupro, estaria na casa de uma amiga, na Rua Síria, no Residencial Grande Paraíso.

Uma equipe policial do 6 º BPM, se deslocaram ao local onde a vítima E.R.C. de 20 anos, informou que na noite deste sábado encontrava-se juntamente com amigos confraternizando no Mine Box, juntamente com a testemunha dona da residência e outros amigos.


Durante a noite aproximou-se um indivíduo, que acabou se enturmando com todos e passou a participar da confraternização e que por volta das 01:30 deste sábado, todos resolveram sair daquele local irem para uma outra casa noturna, localizada próximo Unemat.


Todos ocuparam em um veículo, e por não sobrar vaga para a vítima a mesma acabou aceitando a carona do suspeito,em sua caminhonete.


O suspeito deveria segui juntamente com os amigos da vítima para o referido local escolhido, porém no meio do percurso o mesmo mudou a direção seguindo para outro destino.


A vítima ao perceber que não estaria indo para o ponto de encontro, onde seus amigos tinham combinado, pediu para que o motorista parasse o veículo e diante da negativa do suspeito, ainda tentou abrir a porta do veículo, sendo impedida pelo criminoso;

O mesmo retirou 
uma arma tipo revólver de debaixo do banco  e mandou que  a vítima permanecesse quieta e lhe obedecesse  "se tivesse amor a própria vida"




Diante da iminente ameaça e o risco da própria vida, a jovem passou a acatar as ordens do criminoso. que a levou para um motel,  onde o suspeito consumiu droga. 

Segundo relatou a vítima a polícia,o suspeito também lhe obrigou a cheirar um pó branco, esfregando inclusive em seu nariz e mais uma vez sob ameaça de arma de fogo a vítima teve que inalar a referida droga.


Sob a ameaça de uma arma o tempo todo, a vítima coagida e obrigada a manter relação sexual com o criminoso,
que também teria consumido entorpecentes até o amanhecer do dia, quando o mesmo a levou até a residência de sua amiga.




A vítima relatou que não conhecia o suspeito e que reside apenas há cerca de um mês na cidade de Cáceres, mas que poderia levar os policiais até a residência onde o mesmo teria passado primeiramente, onde pegou o dinheiro, falando que iria comprar mais drogas, antes de lhe deixar na casa de sua amiga.


Os militares deslocaram com a vítima até o referido local informado, avisando via rádio a demais guarnições a situação da ocorrência e para onde a equipe estava se deslocando, caso necessitassem de apoio.


Na referida residência os policiais encontraram A.J.S.L.. irmão do suspeito,que aparentemente estava o efeito de entorpecentes e Que informou que seu irmão estaria dormindo.


Atendendo a solicitação dos policiais o mesmo foi chamar seu irmão, quer ao sair para fora, também foi constatado que aparentemente estava sobre efeito de drogas ou algum psicoativo e com o comportamento completamente alterado.


O mesmo foi revistado e durante a busca pessoal foi encontrado em um dos bolsos o comprovante de pagamento de despesas do motel, com horário de entrada às 02:37 e saída às 06:10, 
conforme relatado pela vítima.


O mesmo recebeu voz de prisão porém não acatou a ordem e tentou se evadir para o matagal, onde foi impedido por um policial, sendo que o outro acionou os demais guarnições para comparecerem apoio, ao verificar em que a ocorrência estava evoluindo para algo mais grave.


Quando o policial foi tentar auxiliar o companheiro na detenção do suspeito, o  outro indivíduo também entrou em luta corporal com segundo policial, uma vez que o suspeito já encontrava se referindo chutes e pontapés corporal também tetando escapar.


Os suspeitos foram detidos após a chegada de outros policiais, sendo que a todo momento conforme informações da Polícia os suspeitos em tom desafiador gritavam para que os policiais " atirem se vocês forem homens".


A vítima relatou aos policiais do que o suspeito não teria utilizado o preservativo e ainda teria ejaculado dentro da mesma, durante a violência praticada.

Também se queixava de fortes dores devido o estupro e foi encaminhada para exame de corpo de delito.

O suspeito R.C.L.S. de 42 anos, que não possui histórico criminal e 
seu irmão a J.S.L. (com vária passagens criminais), foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil, onde outras providências foram tomadas.

Comentários