2018-11-18

Agronegócios



TRAFICANTES SÃO PRESOS COM 20 KG DE MACONHA EM PONTES E LACERDA
Foto: P.J.C.
Fonte: Ass. Com P.J.C.

Dois homens foram presos e cerca de 20 quilos de maconha foram apreendidos, na tarde de terça-feira (23.11), durante investigações da Polícia Judiciária Civil de Pontes e Lacerda (448 km a Oeste). Os suspeitos R.S e R.D.S. foram autuados em flagrante por tráfico de drogas

Durante investigações relacionadas ao comércio de entorpecentes em Pontes e Lacerda, a equipe de policiais civis chegou ao suspeito R.S., que questionado, confessou que estava com certa quantidade drogas, na residência de R.D.S,, no bairro Jardim Morada da Serra.

Com da informação, os investigadores foram até a residência, onde encontraram debaixo da cama uma mala com 20 tabletes de maconha, pesando aproximadamente 1 quilo cada.

Diante do flagrante, os suspeitos foram conduzidos a Delegacia de Polícia, onde após serem interrogados foram autuados por tráfico de drogas.



Força tarefa frustra furto em agência bancária de Pedra Preta; 5 são presos

FORÇA TAREFA FRUSTRA FURTO EM AGÊNCIA BANCÁRIA EM PEDRA PRETA; 5 SÃO PRESOS

Fonte: Ass. Com. P.J.C. (Reprodução)
Foto: P.J.C. (reprodução)





Uma tentativa de furto a agência do Banco de Brasil do município de Pedra Preta (238 km ao Sul), ocorrida durante a madrugada deste sábado (24.11), foi frustrada em uma ação integrada da força-tarefa composta pela Polícia Judiciária Civil, Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), Gerência de Operações Especiais (GOE) Polícia Militar, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh).

Cinco pessoas acusadas de integrar uma organização criminosa foram presas em flagrante no momento em que tentavam entrar no banco. A ação resultou ainda na apreensão de três veículos e em dois adolescentes conduzidos.

Maikon Douglas Alves dos Santos, 22, José Augustinho Souza, 50, Allan Deveny Nogueira Ludwing ,25, Leonardo Martins Leandro, 23, Bruno Greve, 28, responderão por associação criminosa, corrupção de menores e tentativa de furto qualificado.

A força-tarefa composta Polícia Federal de Rondonópolis, Delegacia de Pedra Preta, Gerência de Operações Especiais (GOE) e Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) recebeu informações sobre o possível furto na agência do Banco do Brasil de Pedra Preta. Diante da denúncia a região passou a ser monitorada até que um dos suspeitos chamou atenção dos policiais.

Durante o trabalho de monitoramento, os policiais identificaram três veículos (um Toyota Corolla, um Volkswagem Gol e um Ford EcoSport) envolvidos na ação criminosa. Diante das suspeitas, foi possível identificar o momento em que os criminosos se reuniram nos fundos da agência bancária para tentar arrombar o prédio.

Os policiais montaram uma estratégia para realizar a prisão dos suspeitos, que tentaram fugir, mas foram detidos em pontos distintos, nas proximidades do banco. Com eles foram apreendidas os veículos suspeitos e ferramentas utilizadas em arrombamentos de bancos.

O flagrante foi lavrado no plantão regionalizado da Polícia Judiciária Civil.





BRASILEIRO É LINCHADO E ENFORCADO EM PRAÇA NA BOLÍVIA

Por: 
Rita Torrinha, G1 AP — Macapá

Vinícius Chagas Maciel era morador de Santana, no Amapá. Ele estava há cerca de sete meses na cidade San Julián. Família pede ajuda para o traslado do corpo.

Vinícius Maciel foi linchado e enforcado em praça na Bolívia; ele enviou esta foto à mãe, horas antes de ser morto — Foto: Imagem cedida pela família
Vinícius Maciel foi linchado e enforcado em praça na Bolívia; ele enviou esta foto à mãe, horas antes de ser morto — Foto: Imagem cedida pela família

O amapaense Vinícius Chagas Maciel, de 32 anos, foi assassinado de forma brutal na segunda-feira (19), no povoado de San Julián, a 150 quilômetros de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Ele foi linchado e enforcado por populares na principal praça da cidade. Informações preliminares apontam que ele foi cobrar uma dívida de um casal, que o acusou de roubo.


O Consulado Geral do Brasil em Santa Cruz de La Sierra informou ao G1que acompanha o caso e que mantém contato com as autoridades locais e com familiares para prestar a assistência consular cabível. O Ministério das Relações Exteriores pediu que a Bolívia apresse as investigações sobre a morte.

Jornais bolivianos repercutiram o caso informando que o brasileiro foi enforcado por uma multidão que o alcançou depois que um casal denunciou ter sido cobrado por uma suposta dívida por dois homens armados. O outro brasileiro conseguiu fugir do lugar em uma caminhonete. Ainda segundo a imprensa local, a polícia tem dificuldade de entrar na cidade de San Julián.


Maciel deixou o Amapá há cerca de sete meses, em busca de trabalho na Bolívia. Lá, segundo a família, ele estava se planejando para estudar medicina.


A família contesta a versão do assalto. Irmãos e a mãe dele moram no município de Santana, onde ele nasceu. A cidade fica a cerca de 17 quilômetros de Macapá.


“Meu irmão saiu daqui de Santana para ir trabalhar na Bolívia em uma oficina de carros e, pelo que soubemos de conhecidos de lá, ele foi fazer a cobrança de um casal e a mulher saiu gritando que estava sendo assaltada, aí a população o pegou e fez isso. Disseram para a gente que lá é comum linchamento”, conta Vitória Maciel, irmã da vítima.

Irmã de Vinícius manifestou indignação em uma rede social, com pedido de ajuda para o traslado do corpo
— Foto: Reprodução

Ainda segundo a irmã, a família ficou sabendo da morte de Vinícius pelas redes sociais e todos estão em choque.


“Soubemos da pior forma, através do Facebook, que foi como repercutiu o caso lá. Foi uma tortura e uma barbárie o que fizeram e eles ficavam postando no 'face'. Como ele foi a trabalho, muitos conhecidos começaram a nos marcar nas postagens. Foi horrível. Minha mãe e todos nós estamos em choque. Desde terça-feira [20], às 18h, quando ficamos sabendo, ela está sedada”, relata.


Sem condições financeiras para arcar com o traslado do corpo, a família pede ajuda. A irmã diz que são necessários R$ 15 mil para trazê-lo de Santa Cruz até o Amapá.


“Não temos recurso nenhum. O meu marido é mototaxista, minha mãe vende comidas típicas, é ambulante, a minha irmã faz bolos e é cobradora de ônibus e eu estou desempregada. A gente precisa de ajuda. Por favor!”, suplica Vitória.
Vinícius deixa uma filha de seis anos, irmãos e a mãe — Foto: Imagem cedida pela família
Vinícius deixa uma filha de seis anos, irmãos e a mãe — Foto: Imagem cedida pela família


Ainda segundo Vitória, horas antes do assassinato, Vinícius Maciel enviou mensagens para o WhatsApp da mãe, falando de saudade. Ele também enviou uma foto tirada na praça onde, mais tarde, foi morto.


“Ele sempre entrava em contato com a mamãe e comigo. Ele ajudava financeiramente a família. A mamãe mora de aluguel e ele sempre mandava uma quantia em dinheiro. No dia do ocorrido, ele mandou mensagem para ela [a mãe], falando que queria passar o Natal aqui, que estava com muita saudade dela”, disse a irmã.
Família diz que amapaense trabalhava em uma oficina mecânica na Bolívia e queria cursar medicina — Foto: Inagem cedida pela família
Família diz que amapaense trabalhava em uma oficina mecânica na Bolívia e queria cursar medicina
— Foto: Imagem cedida pela família
Vinícius era casado, mas estava em processo de separação. Ele deixa uma filha de seis anos, três irmãos e a mãe.


Na Bolívia, os casos de linchamento são comuns, segundo a imprensa internacional. Os moradores alegam que atuam em nome da “justiça comunitária”, reconhecida na Constituição aprovada em 2009 no país. O governo, entretanto, explica que o sistema não permite castigos brutais e nem a pena de morte.


Para garantir os trâmites da vinda do corpo de Vinícius para o Amapá, a família pediu uma certidão de "Nada Consta" no nome dele, onde não foi identificada qualquer passagem criminal.

Certidão 'Nada consta' não apresenta crimes em nome de Vinícius — Foto: Imagem cedida pela família
Certidão 'Nada consta' não apresenta crimes em nome de Vinícius
 — Foto: Imagem cedida pela família


 CASAL DE MIRASSOL D´OESTE É PRESO PELA PRF COM 50 KG DE PASTA BASE, EM VÁRZEA GRANDE

 A droga estava escondido no fundo falso do porta-malas de um veículo com placas de Minas Gerais, que foi abordado próximo ao  trevo do Lagarto


                                                                                                                                                                                                             
 Publicidade;



   Magazine Maria






                                                                                                                                                                                                             




 A ação da Polícia Rodoviária Federal ocorreu por volta das 14:30 deste dia 20 de novembro, feriado nacional, quando os policiais realizavam abordagem de rotina a veículos que trafegavam pela BR 070, entre Cáceres e Várzea Grande.


 Abordagem cedeu próximo ao Trevo do Lagarto, onde o veículo GM Captiva, com placas de Minas Gerais, foi abordado pelos policiais, constatando que era conduzido  pelo suspeito  de iniciais O.C.R. de  45 anos de idade, que tinha como passageira a esposa V.M.R. de 38 anos.

Ambos são moradores da cidade de Mirassol D´oeste, distante a 300 Km a Oeste da Capital, Cuiabá.


 Diante do nervosismo excessivo do casal os policiais desconfiaram de que algo errado poderia estar sendo transportado e realizaram uma vistoria minuciosa no veículo.
Imagem : Vídeo cedido pela PRF/ Ed F.A.


Imagem : Vídeo cedido pela PRF/ Ed F.A.
Durante os trabalhos foi localizado no porta-malas do veículo um compartimento oculto, denominado popularmente como "Mocó", de onde foram retirados muitos tabletes de substância análoga na pasta base de cocaína, que pesaram cerca de 50 kg de drogas



 O casal teria saído de Mirassol D´oeste, onde residem informando que teriam como destino a cidade de Cuiabá.


 O casal juntamente com a droga foi conduzido para a Delegacia de Polícia Judiciária Civil,  onde outras providências foram tomadas


PRF APREENDE MEIO MILHÃO DE REAIS SEM ORIGEM COMPROVADA EM RODOVIA DE SÃO PAULO

Agentes realizavam operação de combate ao crime e flagraram um policial civil aposentado de Minas Gerais transportando os valores. 
Foto: PRF/ ed F.A.
Nucom:PRF-SP
Policiais Rodoviários Federais apreenderam na noite de segunda-feira, dia 19 de novembro, meio milhão de Reais, sendo transportados por um policial civil aposentado de Minas Gerais. A abordagem ocorreu por volta das 22h30, no Km 7 da BR-381 (Rodovia Fernão Dias) em Vargem/SP.

Foto: PRF
Os policiais deram sinal de parada a um veículo GM Astra, com placas de Belo Horizonte/MG e com um único ocupante, que ao ser abordado identificou-se como policial civil aposentado de MG e que segundo o próprio teria vindo a SP a fim de visitar um amigo. 

Estranhando o nervosismo aparente, os PRFs solicitaram que ele encostasse o veículo a fim de se identificar, sendo que neste momento os agentes notaram volumes sob os bancos e carpetes do veículo e após realizar uma vistoria mais criteriosa no carro acabaram por encontrar a quantia de R$ 500.000,00 (meio milhão de reais) no interior de algumas sacolas pretas. Indagado a respeito ele disse desconhecer a origem do dinheiro e que apenas “era pago pra levar as sacolas de São Paulo/SP a Belo Horizonte/MG”.

 Havia ainda em sua posse uma pistola Glock calibre 380 registrada em seu nome, porém com registro vencido junto ao Sinarm.

Foto: PRF
Diante dos fatos e da origem desconhecida do dinheiro o homem de 57 anos foi encaminhado ao Distrito Policial de Bragança Paulista, onde o material foi apreendido, junto à sua arma. O homem foi liberado e responderá em liberdade ao possíveis crimes. Foi aberto pela Polícia Civil um inquérito que averiguará a origem e eventual operação de lavagem de dinheiro, assim como eventuais crimes conexos.





 GEFRON PRENDE DOIS CACERENSES TENTANDO LEVAR DROGAS DENTRO DE CAIXA DE PEIXE PARA SÃO PAULO

 Os homens foram abordados na rodoviária de Cáceres enquanto aguardavam ônibus,  e durante a vistoria os cães farejadores encontraram quase 3 kg de pasta base no fundo falso da caixa térmica

Foto: GEFRON/ ed F.A.

 O fato ocorreu na madrugada desta sexta-feira dia 23 por volta das 2:40 quando uma equipe do Canilfrom em Cáceres recebeu a denúncia de que dois indivíduos estariam na rodoviária nova de Cáceres aguardando ônibus, onde embarcariam levando drogas para São Paulo.

 Diante das informações e com as características repassadas os suspeitos foram abordados, sendo identificados como M.J.S. de 57 anos residente no bairro Cidade Nova em Cáceres H.M.D, de 34 anos, residente no bairro Cohab Nova, também em Cáceres.


Durante a vistoria foi encontrado a nota fiscal da caixa térmica de 34 litros em poder M.J.S ,  já durante a vistoria ao seu companheiro H.M.D.,  foi localizado a nota fiscal do Pescado, bem como também a guia de transporte (G.T.P.C.) em nome do mesmo.

 Durante as vistorias em suas bagagens a princípio nada de regular foi encontrado, sendo então averiguado a caixa térmica que continha uma espécie tipo pacu e  um piauçu.
Foto: GEFRON
 Os cães farejadores da equipe entraram em ação e deram sinal positivo para a presença de droga no interior da Caixa, que foi desmontada pelos policiais e encontrados nas laterais e no fundo invólucros contendo pasta base de cocaína.


 A droga foi averiguada e pesada constatando-se 2,970 kg .
Foto: GEFRON
 Diante dos fatos os suspeitos juntamente com o material apreendido foram conduzidos para a delegacia de polícia federal de Cáceres onde outras providências foram tomadas

 POLÍCIA MILITAR DE CÁCERES RECUPERA 3 VEÍCULOS ROUBADOS DENTRO DE RESIDÊNCIA

 Dois carros roubados em Cuiabá já estavam com placas frias e uma motocicleta roubada em Cáceres estava com a placa verdadeira, ninguém foi preso no local

Foto: Ass. Com. CR-6- Ed F.A.

 A localização do esconderijo dos três veículos ocorreu após uma denúncia anônima a uma guarnição da Polícia Militar, que deslocou-se rapidamente ao bairro Jardim Guanabara na rua Cajazeiros, no final da tarde desta quinta-feira dia 22, confirmando a veracidade da denúncia.


  A denúncia foi recebida durante Patrulhamento de uma equipe do 6º BPM, pela Avenida dos Estados, informando o que a rua Cajazeiros nº 50, ao lado de uma escola havia uma residência, aparentemente abandonada e que no local haviam três veículos provenientes de roubo ou furto.


 Diante de tais informações os militares se deslocaram rapidamente ao local, onde encontraram a referida residência que estava com o portão encostado.

 Os policiais adentraram ao local,  com apoio de outras guarnições operacionais, que realizavam Patrulhamento pela região e encontraram uma caminhonete Hilux de cor prata, com placas QBK 2362, de Cuiabá, um veículo Hyundai HB20 de cor prata com placa  QCZ-7475   e ainda uma motocicleta XRE-300, de cor branca com placas QBI-9196 da cidade de Cáceres.
Foto: Ass. Com. CR-6


Foto: Ass. Com. CR-6
Nenhum morador foi encontrado na residência e na sequência foi realizada a checagem através das placas, onde foi constatado que a motocicleta é produto de furto em Cáceres, enquanto as outras placas nada de irregular foi encontrado junto ao sistema.


 Através de Nova checagem dos outros dois veículos, desta vez pelo chassi, foi constatado que ambos são produtos de roubo ou furto na cidade de Cuiabá, sendo descobertas as placas originais da Hilux QCA-9672  e do HB20 PXL-9206.


 A equipe procurou informações a respeito dos moradores da residência, sendo informado por transeuntes que se tratava de um casal,  onde o endereço da casa do pai da mulher foi repassado aos policiais, que deslocaram até Rua das Cerejeiras, onde a mesma foi localizada.


 Em conversa com os policiais a mulher relatou que havia se separado de seu esposo a cerca de um mês devido mesmo supostamente está praticando alguns atos escusos, sendo que ele ainda vivia desaparecendo por alguns dias, ficando incomunicável até mesmo pelo celular  e quando retornava não dava nenhuma satisfação do que havia feito.


 O mesmo identificado como U.A.B. de 22 anos, já possui passagem pelo artigo 180 ( receptação), conforme informou a Polícia Militar e seu nome foi relatado no Boletim de Ocorrência, que foi registrado na  1ª DP, para onde foram encaminhados os veículos apreendidos.

 O caso segue agora sua investigação da equipe da Polícia Civil, que tomará várias providências, dentre elas a restituição dos veículos a seus legítimos proprietários, bem como também a investigação da participação do suspeito e de outros possíveis comparsas no caso.




 POLÍCIA CIVL DESVENDA REDE DE ASSASSINATOS COMETIDOS POR ORGANIZAÇÃO DO TRÁFICO DE DROGAS EM PONTES E LACERDA
Foto: P.J.C.
Por: Assessoria | PJC-MT

Uma associação criminosa integrada por traficantes e pistoleiros é alvo da operação Luger (modelo de arma usada pelos criminosos), deflagrada na manhã desta quinta-feira (22.11), pela Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, em investigações das Delegacias Regional e Municipal de Pontes e Lacerda(448 km a Oeste), com o Núcleo de Inteligência.

A investigação iniciou após denúncia realizada no disque denúncia da Delegacia Regional (65 99953-1190), que apontava os suspeitos como principais responsáveis por uma série de crimes contra a vida, ocorridos na cidade de Pontes e Lacerda.

Para a operação a Justiça da comarca expediu oito mandados de prisões temporárias (30 dias) e nove buscas e apreensão contra os criminosos que estão diretamente ligados à homicídios dolosos de pelo menos sete pessoas, assassinadas nos anos de 2016, 2017 e 2018.

Os mandados de prisão são cumpridos em Pontes e Lacerda e na cidade do estado de Goiás, Mozarlândia. As buscas são realizadas nos municípios mato-grossenses de Vila Bela da Santíssima Trindade, Nova Lacerda, Conquista do Oeste e de Pontes e Lacerda.

Conforme o delegado regional de Pontes e Lacerda, Rafael Mendes Scatolon, os inquéritos policiais referentes aos homicídios consumados apontam para atuação dos suspeitos, que agem a "mando" de uma organização criminosa ligada ao tráfico drogas no Oeste de Mato Grosso.

"Os suspeitos são pessoas frias, cruéis, agem de forma desprezível, ceifam a vida de pessoas pelo simples fato de estarem relacionados ao tráfico de drogas. Todos familiares não só tem ciência do intento criminoso dos suspeitos, mas os auxiliam na prática dos crimes, guardam e ocultam armas, pois com base nas investigações temos ao menos três pistolas 9mm diferentes que foram utilizadas na prática dos crimes", explicou o delegado.

Todas as vítimas estavam envolvidas com atividades criminosas na região. Elas tinham passagens por crimes de roubo, furto e principalmente tráfico de drogas.

Foto: Perícia local de crime



Apoio operacional

Em Goiás, dois mandados de prisão são cumpridos pela equipe do delegado de Pontes e Lacerda, Carlos Augusto do Prado Bock, com apoio do delegado Gilvan Borges de Oliveira, da Delegacia de Mozarlândia (GO).

Em Mato Grosso, a operação tem a participação de policiais civis das Delegacias Regional e Municipal de Pontes e Lacerda, Vila bela da Santíssima Trindade, Comodoro, Jauru, Nova Lacerda e policiais da Gerência de Operações Especiais (GOE) de Cuiabá. Ao todo, são 55 policiais civis empregados.

Vítimas assassinadas

1. Renato Santos Barbosa, 28 anos, (05/07/2016). Seu corpo foi encontrado a 250 metros do mini estádio de futebol, com várias perfurações de arma de fogo. A vítima estava em uma bicicleta e havia saído do estádio onde ocorria uma partida de futebol, quando foi interceptada por criminosos em um veículo escuro e uma motocicleta. No local foram apreendidos 9 estojos de pistola 9mm.

2. Edmar Roberto de Freitas, 33 anos (22/07/2016). A vítima foi morta a tiros nas proximidade do terminal rodoviário. No local foram localizados 8 cápsulas de arma de fogo, dos disparos efetuados pelo garupa de uma motocicleta vermelha.



Foto: Perícia local de crime

3. Vlader Ronaldo Leite Ribas, 19 anos, (13/08/2016) morto por disparos de arma de fogo, em frente ao Parque de Exposição de Pontes e Lacerda. Na mesma ocorrência, outros dois homens ficaram feridos com golpes de faca, sendo o irmão de Vlader (Viverto Montiel Ribas Junior, 26 anos) e um segundo jovem de 19 anos.

 Os ferimentos são devido uma confusão que começou dentro do parque, que envolveu vítimas e autores. Na ocasião, Vlader Ronaldo era levado por um amigo quando foi alvejado em frente à entrada do parque. Ele já estava ferido por faca quando recebeu os tiros.

4. Francisco Barros de Lima, 59 anos, (13/10/2016) foi encontrado em na estrada da Mineradora São Francisco, cerca de 1 km da BR 174 B. Ao lado estava uma motocicleta Honda 150 Bros. No local foram apreendidos 8 cartuchos de arma 9mm

5. Eder Bispo dos Santos, 33 anos (13/07/2017). Alvejado na cabeça e tórax por disparos de arma de fogo, a vítima morreu no Hospital Vale do Guaporé. No local, uma rua do bairro Vila Ibec, foram encontradas cápsulas de munições.
  Foto: Perícia local de crime


6 e 7. Wanderson Morais Almeida, 32 anos, e sua filha de 2 anos, Barbara Barros Almeida (18/02/2018). As vítimas foram encontradas dentro de um veículo Uno branco, no barranco da estrada, na Rodovia 174-B, Gleba Barreiros. Wanderson estava no banco do motorista, sem vida, com perfurações de arma de fogo. A filha de 2 anos e a esposa, que também estavam no carro, foram socorridas por um morador local. A criança atingida no tórax morreu no hospital. Dentro do carro foram encontrados cápsulas de munições calibre 9mm.



Postagens mais visitadas

Seguir pelo email

Arquivo do blog