Agronegócios


 35 HORAS DE BUSCAS E PM PRENDE VIGILANTE QUE MATOU COVARDEMENTE COLEGA DE TRABALHO EM RONDONÓPOLIS


O vigilante estava de folga e foi ao condomínio onde atirou várias vezes conta a vítima, que não teve como se defender.



Suspeito:Bruno de Lima Pereira
Foto: PMMT




O suspeito identificado como Bruno de Lima Pereira, de 27 anos, estava a pé e foi preso 
 por uma equipe de Rádio Patrulha, na área central da cidade de Rondonópolis, distante a 218 Km ao Sul da Capital Cuiabá.


 Vítima
Foto: reprodução
Conforme informações da Polícia Militar, após 35 horas de buscas em uma operação conjunta das Forças de Segurança de Rondonópolis, finalmente foi preso pela PM o suspeito, apontado como autor do assassinato a tiros de uma colega de serviço, de nome Renecléia Aparecida bispo, de 41 anos.





Bruno também era vigilante e trabalhava em uma empresa que presta segurança no condomínio de luxo, onde a vítima trabalhava como porteira.







O suspeito não estaria de serviço naquele dia e segundo testemunhas disseram a polícia,  teria chegado armado ao local de trabalho, onde disparou vários tiros contra vítima.

 Vídeo: PMMT
 Ainda não foi divulgado o resultado do laudo pericial, mas segundo informações de equipes que atenderam a ocorrência, pelo menos cinco projéteis alvejaram a  vítima, que chegou a ser socorrida para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos acabou indo a óbito.




Os motivos ainda estão sendo apurados, mas a polícia informou que a vítima e o vigilante não possuíam nenhum relacionamento além do profissional, e que um desentendimento no trabalho seria o motivo , apurado até o momento. 




Após o assassinato, que foi presenciado por algumas testemunhas, o suspeito fugiu do local em uma motocicleta de cor prata, seguindo, pela rodovia MT 270, onde se envolveu em um acidente com um carro, abandonando a moto e fugiu a pé pelo Mato.

O suspeito chegou a ser caçado pelos policiais Militares, civis e Federais, porém conseguiu atravessar um rio a nado, não sendo localizado, até ser preso nesta madrugada, durante a continuidade dos trabalhos policiais.


Renecléia Aparecida Bispo, tinha um filho, era solteira e trabalhava como porteira no mesmo condomínio onde os suspeitos realizava o serviço de segurança, contratado por uma empresa responsável pela segurança do local.


 Vídeo: PMMT


 Durante a entrevista com os policiais, o suspeito disse que após o crime permaneceu escondido no mato por dois dias, e que já não possuía meio de permanecer, e decidiu retornar de madrugada para a casa de familiares em busca de ajuda.

Bruno já tinha uma Ordem de Prisão decretada pela Justiça e foi cumprida, sendo conduzido para a Delegacia de Polícia Civil que da continuidade dos trabalhos que apuram o crime. 


Postar um comentário:

0 comments:

Postagens mais visitadas

Seguir pelo email

Arquivo do blog