Agronegócios



 POLÍCIA REALIZA MILAGRE E MORIBUNDO RETIRA ATADURAS E ANDA SEM MOLETAS, MAS VAI EM CANA POR ESTELIONATO CONTRA INSS

 O homem que possui hanseníase, estava com documentos falsos e se passava por outra pessoa durante as perícias Médica,s para obter benefício.
Imagem ilustração/ WEB


 Uma ação conjunta entre as Polícias Civil e Militar na cidade de Barra do Garças, distante a 50 Km da Capital, realizou uma prisão do suspeito identificado pelas iniciais  D.P.R., 36,  que se utilizava de sua condição de saúde, para fraudar o INSS.

O suspeito que é portador de hanseníase, e utiliza desta condição para obter vantagens mediante a prática de estelionato, se passando como outra pessoas durante a perícia, para obter vantagens sobre o benefício conquistado.


 A prisão ocorreu após as equipes receberem a informação que o suspeito chegou na rodoviária da cidade com a perna enfaixada usando muletas.

 Durante abordagem policial o suspeito se levantou e andou normalmente sem as muletas, um verdadeiro milagre, se não fosse  parte da picaretagem que o suspeito estava praticando.

O suspeito foi visto entrando no banheiro da rodoviária e saindo sem as ataduras e sem moletas.


 A prisão do suspeito se deu através do trabalho integrado entre Policiais Militares da agência Regional de Inteligência de Barra do Garças e Investigadores da  1ª Delegacia de Polícia Civil.


 Durante a abordagem o suspeito se identificou por um nome, porém apresentou uma Carteira Nacional de Habilitação ( CNH), em nome de outra pessoa.
Foto: PMMT
 Foi constatado durante a verificação, que a referida CNH era um documento falsificado, assim como também uma carteira de trabalho encontrada em seu poder.


 O suspeito ainda portava uma faca tipo peixeira e a quantia de aproximadamente R$ 1.800,00, que relatou ser do benefício de outra pessoa,  também envolvida na fraude, que acabara de sacar e uma faca tipo peixeira.


 Durante a entrevista o suspeito revelou ser morador da cidade de Várzea Grande, e que está acometido de hanseníase e por isso tem direito ao benefício de auxílio-doença.

 Além do benefício próprio, o suspeito informou aos policiais, que usa documentos falsos  se passando por outras pessoas saudáveis que querem receber benefícios do INSS, indevidamente.

 O golpe se dá quando suspeito de posse da documentação falsa vai até um Posto de Perícia, se passando pela pessoa saudável, e se apresenta como portador de hanseníase e com dificuldades para locomoção.

 Ao ser constatado a doença  o INSS libera o benefício  e em troca o suspeito recebe uma parte do dinheiro, como pagamento pela prática do crime.


 O estelionatário  ainda possuía em seu poder um boletim de ocorrência extravio de documento, com seu verdadeiro nome.

 O mesmo recebeu voz de prisão e foi conduzido para a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Barra do Garças. onde foi interrogado e autuado em flagrante por estelionato e uso de documento falso.

Postar um comentário:

0 comments:

Postagens mais visitadas

Seguir pelo email

Arquivo do blog