Agronegócios





ROMPIMENTO DE BARRAGEM DEIXA DOIS FERIDOS EM MATO GROSSO ISOLANDO COMUNIDADE NA ZONA RURAL DE N.S. DO LIVRAMENTO





Barragem TB01: estrutura fica no município de Nossa Senhora do Livramento, em Mato Grosso (Google Maps/Reprodução)

 Fonte : ANM

Conforme informou a  Agência Nacional de Mineração, na manhã desta terça-feira (01) a barragem TB01, no município de Nossa Senhora do Livramento, Mato Grosso, se rompeu. Não houve vítimas fatais e duas pessoas que trabalhavam no local foram levadas ao hospital.


A estrutura contém rejeito proveniente de lavra de ouro e tem altura de 15 metros e volume armazenado de 582.171,51 m3. A denúncia foi feita por volta das 9h pelos próprios moradores à ANM que, imediatamente, deslocou uma equipe ao local.

Os técnicos então constataram o rompimento do dique e o espalhamento de parte do material que estava sendo armazenado na bacia de contenção da barragem. Pelo que foi possível observar, o material escoou por uma área que varia de 1 a 2 km, a partir do pé do talude onde ocorreu a ruptura do barramento.

A barragem está inserida na Política Nacional de Segurança de Barragens – PNSB, com Dano Potencial Baixo e Categoria de Risco Baixa. Os extratos de inspeção regulares enviados nunca reportaram qualquer anomalia (sempre pontuações zero em todos itens do estado de conservação) desde 21/09/2018. Inclusive, a empresa enviou Declaração de Condição de Estabilidade no último dia 25/09/2019, assinada por responsável técnico habilitado pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA/MT) e pelo proprietário da empresa.

Em relação aos danos ambientais, os técnicos contataram que os rejeitos escoaram por uma área onde havia vegetação no local. A mancha de rejeitos também derrubou um dos postes da rede de alta tensão que atende a região. A distribuidora de energia já tinha sido acionada, antes da chegada da equipe da ANM, e já havia providenciada o desligamento da rede para evitar outros acidentes.

Neste momento, uma equipe da empresa se encontra realizando as primeiras operações e a construção de uma contenção para evitar que os rejeitos avancem por uma área ainda maior. A ANM interditou e autuou o empreendimento e continua no local inspecionando a área, determinando medidas e verificando se há outros riscos.

Postar um comentário:

0 comments:

Postagens mais visitadas

Seguir pelo email

Arquivo do blog