Investigadores da 1ª DP encontram casal executado com tiros de 12 dentro de um barraco, em Cáceres



INVESTIGADORES DA 1ª DP ENCONTRAM CASAL EXECUTADO COM TIROS DE 12, DENTRO DE UM BARRACO, EM CÁCERES

Os Investigadores foram ao barraco, para  conversar com Flávio e acabaram se deparando com o casal morto em cima de  um colchão, com tiros na cabeça.

Fotos: Ripa nos Malandros/Pedro Miguel
Uma cena chocante da violência na região de Fronteira, foi visualizada por investigadores da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Cáceres, que se deslocaram a casa do casal, onde ouviria o homem conhecido pelo apelido de "Flávio Louco".


 Segundo o Boletim de ocorrência da Polícia Civil, o fato ocorreu por volta das 10 horas da manhã desta segunda-feira, dia 11, quando dois investigadores foram até uma casinha, aparentando um barraco, que era parte da construção de uma antiga serraria desativada a muitos anos atrás, localizada na Avenida São Luiz, em frente ao estádio Geraldão.
Fotos: Ripa nos Malandros/Pedro Miguel
 Neste endereço os policiais que pretendiam conversar com Flávio Oliveira da Silva de 29 anos, de alcunha "Flávio Louco".

 Para a surpresa dos policiais, ao adentrarem ao local se depararam com os corpos de Flávio e também de sua companheira identificada como Sueli de Almeida Costa de 24 anos.

 Os corpos estavam deitados sobre um colchão, em um cômodo da pequena casa e com ferimentos de arma de fogo na região da cabeça.
Fotos: Ripa nos Malandros/Pedro Miguel


 Ainda segundo consta no boletim de ocorrência. aparentemente as vítimas foram mortas ainda enquanto dormiam e não apresentava nenhum movimento de tenham tentado se defenderem..


 De imediato foi acionada a equipe da perícia criminal, que se fizeram presente realizando os primeiros trabalhos juntamente com a técnica de necropsia.

 Em seguida os corpos foram removidos para o IML de Cáceres, onde outros exames serão realizados, antes da liberação dos corpos para suas famílias.
Fotos: Ripa nos Malandros/Pedro Miguel


 Até o momento não se tem informação de quando ou como teria ocorrido o crime, bem como também a motivação  da morte das vítimas, que a princípio teriam sido executadas por uma espingarda calibre 12.


 Segundo o que um investigador repassou para a imprensa, o casal tinha passagens criminais por pequenos delitos como Furtos, dentre outros.



 Até o momento a polícia não tem informações de quem seria o autor ou autores desses assassinatos e pede a quem puder colaborar com alguma informação de denuncie através do 197, sua identidade  permanecerá no mais absoluto sigilo.


Comentários