PM prende homem que alvejou a perna do próprio filho ao tentar atirar no ex-cunhado durante desavença familiar, de IV Marcos



  PM PRENDE HOMEM QUE ALVEJOU A PERNA DO FILHO AO TENTAR ATIRAR NO EX -CUNHADO, DURANTE DESAVENÇA FAMILIAR


  Mesmo com filho adolescente ferido em uma das pernas o homem tentou recarregar a arma para atirar novamente contra o ex- cunhado,  mas não conseguiu e usou a arma para golpear a vítima quebrando até a coronha.


Foto PMMT- Ass Com 17º BPM
 Uma desavença familiar quase termina em tragédia no início da noite desta quinta-feira dia 3. em São José dos Quatro Marcos, com um adolescente ferido na perna pelo próprio pai. que atirou tentando matar o ex-cunhado.


 Segundo o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar que atendeu a ocorrência, o fato ocorreu por volta das 19:35 hs, na noite desta quinta-feira, sendo informada por uma ligação via 190, que uma briga entre familiares estava ocorrendo na Rua dos Estados, no bairro Jardim  Santa Maria.

 Uma Guarnição de Rádio Patrulha (RP), recebeu a informação via rádio e prontamente se deslocou para o local, onde se deparou com a vítima W.P.L. de 39 anos que mostrou aos policiais vários ferimentos pelo corpo.


 O mesmo relatou que o autor das agressões seria seu próprio ex-cunhado, identificado pelas iniciais C.B. de 40 anos, que era casado com sua irmã e atualmente encontram-se separados.


Policiais em diligências - Foto PMMT- Ass Com 17º BPM


 Ainda conforme relato da vítima aos policiais, sua irmã de 40 anos reside com seus filhos e com sua mãe, e a vítima em uma residência, onde o suspeito foi na tarde desta quinta-feira.


 Após um desentendimento entre a vítima  e seu ex cunhado, o agressor foi até seu veículo, que estava estacionado em frente à casa da vítima, pegando uma espingarda e foi em direção ao mesmo, dizendo que iria lhe matar.

Segundo a vítima seu ex -cunhado efetuou o disparo e acabou errando a vítima e alvejando o seu próprio filho, um adolescente de 15 anos, que foi ferido em uma das pernas.


 Mesmo com filho ferido e caído, necessitando de ajuda o agressor ainda teria continuado com o intuito de tentar matar a vítima, tentando recarregar sua arma porém não conseguiu.

 Em seguida o mesmo utilizou-se da própria arma para o golpear a vítima, entrando assim em vias de fato, sendo que a vítima conseguiu tomar a arma e segurar na garganta do agressor e cessar as agressões,  tendo ainda a intervenção de familiares,  que separaram os dois.


Posteriormente o agressor e sua ex-mulher socorreram o filho até o hospital municipal,  em busca de atendimentos médicos para a outra vítima.


 Com essa informação os Policiais Militares se deslocaram sentido daquela Unidade de Saúde, onde avistaram o veículo Gol de cor branca, pertencente ao suspeito que saia em alta velocidade do local.


 Os policiais tentaram realizar a abordagem. realizando o acompanhamento com intermitente e sirene ligada, não sendo atendido pelo suspeito, recusou-se a parar e continuou empreendendo fuga, desobedecendo os sinais de transito e vias preferenciais, na iminência de causar um grave acidente.

 Diante do perigo exposto a outros condutores, pedestres e até o próprio condutor os policiais realizaram um disparo no pneu traseiro do veículo,  para cessar a fuga e eliminar o risco de acidentes.

 Diante disso o suspeito parou o veículo sendo abordado,  recusou-se a acatar a ordem de deitar no solo para ser revistado, seguindo os procedimentos padrões adotados pela Polícia Militar, neste tipo de caso, de acordo com o procedimento operacional padrão (POP)


 O suspeito recebeu voz de prisão e durante a entrevista relatou que arma estaria no veículo, onde durante as buscas veicular foi encontrada no banco traseiro do veículo uma espingarda calibre 36 com a coronha quebrada.

 O suspeito revelou que estaria indo buscar documentos do filho, para que o mesmo fosse encaminhado para Hospital Regional em Cáceres.


 Diante da situação os policiais foram até a Unidade Hospitalar para confirmarem, porém ao chegarem ao local e a equipe de saúde informou que a vítima já teria sido socorrida para a cidade de Cáceres, para o Hospital Regional.


Diante dos fatos o mesmo foi conduzido para a sede da 3ª Cia PM, onde também compareceram familiares e um advogado, que acompanhou a confecção do boletim de ocorrência e posteriormente a condução do mesmo para a Delegacia de Polícia Civil, juntamente com a arma apreendida, onde outras providências pertinentes ao caso serão tomadas.

Comentários