Polícia Ambiental apreende caminhão com 10 toneladas de peixe irregular em Barra do Bugres



POLÍCIA AMBIENTAL APREENDE 10 TONELADAS DE PESCADO IRREGULAR, EM BARRA DO BUGRES

 O caminhão possuía  Guia de transporte de pescados, que deveria seguir de Sorriso para Brasília, estando completamente fora da rota,  levantando dúvida é da origem da carga.


Foto: PMMT

 A apreensão ocorreu por volta das 19 horas, desta sexta-feira 13, durante patrulhamento de uma equipe volante do Núcleo Polícia Ambiental, de B. Bugres. .

 A equipe patrulhava a Rodovia MT 247, que dá acesso a cidade de Lambari D´Oeste e próximo à ponte sobre o Rio Branco abordou um caminhão tipo câmara fria, realizando uma abordagem para averiguação.


 Durante a  verificação foi constatado que o veículo era conduzido o Divino Ramos Xavier, que transportava a carga de aproximadamente 10.000 kg de pescado.

Foto: PMMT
 Ao ser solicitado a documentação para transporte do pescado o motorista apresentou uma Guia de Trânsito Animal, onde constava que a procedência do pescado era da cidade de Sorriso e tinha como destino final a cidade de Brasília-DF.


O documento apresentado causou estranheza, tendo em vista que o caminhão seguia em direção completamente oposta e totalmente fora da rota indicada pelo documento, levantando dúvidas sobre a procedência do pescado.

  Diante dos fatos foi confeccionado o Boletim de Ocorrência encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, sendo que o IDEA foi acionado e uma veterinária avaliou o caso e a carga, confeccionando um termo de notificação, em face do auto de infração do INDEA, de número 12089.
Foto: PMMT
 A servidora ainda confeccionou um laudo declarando que o pescado era impróprio para consumo humano, devido sua procedência duvidosa, devendo assim ser doado apenas para consumo animal, como exemplo zoológicos e Congêneres.


 Outra apreensão


Saiba mais:  Clique aqui 


Foto: Ass Com 6º CR

 Dois dias antes a equipe de força tática de Cáceres nesse também realizou apreensão mais de 400 quilos de pescador que eram transportados,  irregularmente tendo origem duvidosa suspeitando se ser produtos de pesca predatória em pleno período de Piracema.

Comentários