Agronegócios

POLÍCIA REGISTRA MAIS UMA MORTE NA MT 170, A SEGUNDA NO MESMO TRECHO EM POUCO MAIS DE 24 HORAS


Motorista que morreu no local, foi desviar de buracos e acabou capotando o veículo, sendo arremessado junto com o para fora do carro.




Foto: Ass. Com .6º CR/ 17º BPM/ Ed F.A.

  Os acidentes ocorrem por algumas causas que tipificadas como imprudência, negligência ou imperícia,  e muita das vezes quem não está no volante e não se envolve num acidente caba também sendo  responsável indiretamente por danos materiais e até mesmo por mortes.

Estamos colocando este ponto de vista devido as péssimas condições de trechos das estradas e falta de manutenção, que associada a outros fatores acarretam em perdas irreparáveis.


 Na noite desta quinta-feira dia 26, por volta das 22 horas, a Polícia Militar foi acionada via 190, para atendimento de uma ocorrência na rodovia MT 170, próximo a Vila Cabaçal, onde ocorreu um capotamento e haveria uma vítima fatal.

Foto: Ass. Com .6º CR/ 17º BPM ( editada)
 Policiais se deslocaram até o loca,l onde constataram a veracidade dos fatos e que um veículo  GM Blazer de cor prata, estava tombada na pista com muitas avarias.

 No local também estava a vítima Denacir Pedro Moreira da Silva de 45 anos, residente em Tangará da Serra que foi a óbito no local.

 Os policiais também encontraram o segundo ocupante do veículo,  João Marcos Soares Santana de 26 anos,  passageiro e que também residente em Tangará da Serra.

 O mesmo relatou aos policiais que seguiam sentido Curvelândia para Lambari do Oeste e posteriormente com destino a Cidade de Tangará da Serra, onde Residem.

 Durante o percurso, próximo  a Vila Cabaçal  o motorista Denacir (que foi a óbito), tentou desviar de alguns buracos e acabou perdendo o controle da direção vindo a capotar.
Foto: Ass. Com .6º CR/ 17º BPM
 Durante o capotamento   Jão Marcos e Denacir foram arremessados para fora do veículo, sendo que o companheiro,  não resistiu aos ferimentos e acabou indo a óbito no local.

 O passageiro  teria sido arremessado caindo sobre uma moita de capim e não teve ferimentos.

 Segundo informações obtidas pelos Fronteira Alerta, a vítima estava vindo da cidade de São José dos Quatro Marcos, onde foi visitar parentes que residem naquela cidade e retornava para Tangará da Serra ,quando infelizmente acabou indo a óbito ao desviar se de uma série de buracos.

Foto: Ass. Com .6º CR/ 17º BPM


 O local foi isolado e os policiais permaneceram no local realizando a sinalização e também controlando o tráfego de veículos, sendo que uma equipe de saúde também compareceu ao local e constatou a morte do condutor.

 O fato foi informado a Polícia Civil que acionou Politec de Cáceres, que compareceu o local para realizar os trabalhos  periciais.

 Familiares da vítima também esteve no local ficaram responsáveis pela remoção do veículo.



 MT-170, redobre as atenções


 Na manhã de Natal, próximo a esse mesmo local o choque entre duas motocicletas também levou a morte de um motociclista de 58 anos.
Foto: Ass. Com .6º CR/ 17º BPM


 As causa deste acidente ainda não foram reveladas, apenas que uma das motos teria invadido a pista contrária, onde houve a colisão.

 A rodovia MT 170 liga BR-174 na altura do Distrito de Caramujo município de Cáceres até a cidade de Reserva do Cabaçal, passando por Curvelândia, Lambari do Oeste, Rio Branco e Salto do Céu, parte esta pavimentada em condições boas de trafegabilidade, entre a ponte do rio Cabaçal e a cidade de Salto do Céu.

 No trecho que liga o Distrito de Caramujo a Curvelândia, próximo ao Distrito de Santa Rita existe uma área, próxima de uma área alagada, onde não existe asfalto.

 este trecho também já foi palco de uma tragédia familiar, onde uma avó e uma neta acabaram indo a óbito, quando a motorista do veículo que estava em viagem de Várzea Grande sentido a Curvelândia acabou se deparando com o trecho de terra e perdeu a direção e caiu dentro da água.

Naquela ocasião não haviam placas de sinalização e a motorista estava com a família no veículo, acabou perdendo a mãe e uma das filhas, ainda criança.


 No trecho que liga Curvelândia até a ponte do rio Cabaçal ( vila Cabaçal), no percurso de aproximadamente 18 quilômetros, existem vários buracos, que acarretam grande perigo aos condutores, que além dos danos materiais, como danos nas rodas, pneus, suspensão estouradas ainda existe as perdas irreparáveis como as vidas dessas duas pessoas que morreram no mesmo trecho.

.




Postar um comentário:

0 comments:

Postagens mais visitadas

Seguir pelo email

Arquivo do blog