Operação da Polícia Civil fecha cerco em Araputanga, recupera três armas e munições, furtadas e um homem foi foi preso em flagrante

  
OPERAÇÃO DA POLÍCIA CIVIL FECHA O CERCO EM ARAPUTANGA, 3 ARMAS, MUNIÇÕES FORAM RECUPERADAS E UM HOMEM PRESO EM FLAGRANTE.



  Mais de 30 agentes da Policia Civil participaram dos trabalhos, recuperando uma espingarda e 3 revolveres, pertencentes a um arsenal furtado da uma residência de um colecionador em Araputanga
Fotos P.J.C. Ed F.A.
A manhã desta terça-feira dia 21, amanheceu com tempo fechado para o lado da bandidagem que age em Araputanga, cidade distante a cerca de 345 Km a Oeste da Capital Cuiabá.


  A Operação que foi desencadeada  ao amanhecer do dia, para pegar suspeitos ainda em suas casas, e dar um "Bom dia cidadão  aqui é a Polícia", primeiramente e depois realizar os trabalhos conforme Mandados de Busca e Apreensões expedidos pela Justiça.


 O objetivo da Operação era combater o tráfico de drogas e dar continuidade as investigações do furto de armas de fogo e munições, ocorridos no município de Araputanga.


 Os policiais tinham em mãos nove Mandados de Busca e Apreensão domiciliar, para serem cumpridos,  que são frutos de um trabalho de investigação coordenado pelo Delegado Marcos Lira, titular da DP de Araputanga.



 Para chegar até os endereços a serem vistoriados foi realizado um trabalho. que se iniciou logo após a recebimento da comunicação do furto de uma residência, ocorrido durante a noite do dia 9 para 10 de Janeiro, que teve como uma das ações o cumprimento destes Mandados.
Fotos P.J.C.

Para ter estes Mandados em mãos, várias equipes trabalharam na investigação do caso, coletando informações e analisando informações periciais, onde posteriormente foram representados ao Ministério Público, demostrando  a necessidade de buscas em determinados endereços, apontados durante os trabalhos como possíveis locais onde estariam armas ou mesmo pessoas envolvidas com o crime.
Fotos P.J.C.


 Para dar cumprimento aos Mandados, uma Operação foi realizada na manhã desta terça-feira 21, sendo montada uma verdadeira Força Tarefa, com a participação de 32 agentes e nove viaturas, que foram mobilizados das Delegacias de Polícia civil de São José dos Quatro Marcos, Mirassol d'Oeste, Porto Esperidião, Rio Branco, Jauru e Cáceres, onde foi realizada uma verdadeira caçada em busca de armas e criminosos.


Os trabalhos foram coordenados diretamente  pelo delegado Marcos Lira, tendo a supervisão da Delegacia Regional de Cáceres, através de Dr Alex Cuiabano
Fotos P.J.C.


 Ainda durante a manhã todos os mandados foram cumpridos, onde as residências foram visitadas, sendo que em uma delas os policiais localizaram uma espingarda calibre 32,  dois revólveres e ainda 100 (cem) cartuchos de munição cal. .22, 23 (vinte e três) cartuchos cal. 32, 23 (vinte e três) cartuchos cal. .38, diversos estojos deflagrados.

Um homem  de  foi preso em flagrante pelos crimes de receptação e posse irregular de arma de fogo e munição.

 Conforme informado pelo Dr Marcos Lira, delegado titular da DP de Araputanga, esta é apenas uma das primeiras ações, que a polícia Civil segue, e todos os Policiais estão trabelhando em busca de identificar os autores deste crime e também recuperar o armamento subtraído, evitando assim que seja utilizados por criminosos contra pessoas de bem.

 O Suspeito preso em flagrante e o material recuperado foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Araputanga , que está dando continuidade aos trabalhos.


 O furto do arsenal de armas 

 O furto ocorreu  na noite do dia 9 de Janeiro para o dia 10, de janeiro,  de uma residência que a família estava em viagem.
Foto: R>S.W.A.

 A funcionária chegou logo cedo para trabalhar e se deparou com a janela de um dos quartos arrombada, percebendo muita bagunça, bem como várias vários objetos jogados ao chão e um armário onde estava guardado armamento e munições.que teria sido arrombado.


São 23 armas e aproximadamente 10 munições que teriam sido furtadas da casa, todas registradas e pertencentes a vítima, que é colecionador.








Caso você saiba de alguma informação que possa ajudar a Polícia Civil ou a Polícia Militar a localizar estas armas ou mesmo pessoas envolvidas no crime denuncia através dos telefones de 
emergência 
197 Polícia Civil 
190 Polícia Militar

 Ou ainda pelo Disque Denúncia da Polícia Militar  0800-065-3939, sua identidade será mantida no mais absoluto sigilo 


Comentários