Padrasto é preso pela PM acusado de agredir companheira estuprar criança de 8 anos



PADRASTO É PRESO PELA PM ACUSADO DE AGREDIR COMPANHEIRA E ESTUPRAR CRIANÇA DE 8 ANOS

  O Conselho Tutelar acionou a PM que localizou o homem  que negou as acusações de abuso sexual contra a criança, mas assumiu ter agredido a companheira no dia de Natal.




IlustraçãoAdicionar legenda


 A Polícia Militar de Porto Esperidião, distante a 300 KM a Oeste da \Capital Cuiabá,  realizou a prisão de um homem de 24 anos, suspeito de ter agredido a companheira e também de ter abusado sexualmente, uma criança de apenas 8 anos de idade, filha de sua companheira.


 O fato se deu após os Policiais Militares serem acionados pelo Conselho Tutelar, para verificarem uma denúncia de que uma criança sofria maus-tratos e abuso sexual praticados pelo padrasto que Inclusive a genitora da criança também estaria lesionada devido a agressões sofridas pelo seu companheiro.

 Durante as diligências,  Policiais Militares juntamente com os Conselheiros  localizaram a mãe da criança, que apresentava um hematoma no olho direito e durante a entrevista relatou aos policiais que sofreu agressão pelo seu convivente no dia 25 de dezembro.

 A mesma relatou ainda que tal agressão ocorreu quando o mesmo encontrava-se embriagado,  não relatando mais nenhum nada a respeito do ocorrido sendo que referente ao abuso contra a criança, a mãe relatou desconhecer o fato.


 Os Conselheiros ainda conversaram com a criança, em separado, que teria confirmado sofrer constantemente abuso sexual por parte do seu padrasto.

Imagem reprodução WEB
 Os policiais realizaram diligências localizando o suspeito, que ao ser indagado  negou ter praticado abusos contra criança, porém assumiu ter agredido a convivente no último dia 25, conforme relatado pela mesma.

O suspeito foi conduzido para a Delegacia de Polícia civil de Porto Esperidião, que passa a investigar o caso e tomou outras providências.

Comentários