PM de Cáceres recupera Hillux roubada em Lucas do Rio Verde, onde uma família foi feita refém dentro de casa.




PM DE CÁCERES RECUPERA HILLUX ROUBADA EM LUCAS DO RIO VERDE, ONDE UMA FAMÍLIA FOI FEITA REFÉM DENTRO DE CASA

 O suspeito preso estava com um cartão Bolsa Família e com jóias das vítimas no bolso e disse que participou com outros dois comparsas do roubo a casa das vítimas
Imagem Vídeo: Ass Com 6º CR/ Ed F.A.



 Na manhã deste sábado dia 18 de janeiro, Policiais Militares de Cáceres recuperaram mais um veículo roubado que seguia para Fronteira, tendo como destino  final a Bolívia.


 A caminhonete foi tomada de assalto numa residência, onde um casal e seus dois filhos ficaram amarrados dentro de casa sob vigilância de outros dois bandidos.

O bandido já havia percorrido  a cerca de 490 quilômetros da cidade de Lucas do Rio Verde, onde ocorreu o roubo até a cidade de Cáceres, que fica a 80 km da Bolívia.



 A ação da Polícia Militar s deu através do Disque Denúncia  ( 190 emergência ou 0800-65-3939),onde um cidadão comunicou que um veículo tipo caminhonete Hilux, de cor branca, teria passado pela localidade de Vila Aparecida,  na rodovia MT 243, que liga Barra do Bugres a Cáceres e queria informações com populares de como chegar até a cidade de Cáceres, demonstrando aparentemente estava perdido e buscando ir para região de Fronteira.


 Uma das viaturas que receberam a informação via rádio se deslocou para o bairro DNER, entrada da cidade para quem chega por esta rodovia e passou a realizar rondas, para localizar o veículo.


 Durante estas diligências os policiais avistaram em uma borracharia uma caminhonete com as mesmas características, Hilux de cor branca, que estava com as placas da cidade de Lucas do Rio Verde, região norte de Mato Grosso.
Imagem Vídeo: Ass Com 6º CR/ Ed F.A.

  Durante a checagem junto ao sistema nenhuma irregularidade como furto ou roubo havia sido registrado, sendo feita uma breve vistoria.

 O veículo foi encontrado erguido por um macaco sendo que seria realizado um trabalho na roda dianteira do lado direito.

 Como a caminhonete estava impossibilitada de sair daquele local devido o trabalho a ser realizado ainda, os policiais buscaram por informações de características do suspeito.

Em seguida saíram pelas ruas dos bairro, onde acabaram encontrando um homem com as mesmas vestimentas relatadas por populares na proximidade da borracharias

 O homem de estatura alta, de cor parda, estaria trajando a camiseta de cor vermelha e calça jeans,  sendo que o mesmo foi localizado na  Rua dos Bandeirantes,  onde foi abordado.



 
 Ao ser indagado o mesmo teria dito que deixou a caminhonete para que fosse feito os reparos, enquanto procurava um local para comprar cigarros.

 Ao ser realizada a revista pessoal com o mesmo os policiais encontraram um anel dourado com uma pedra vermelha, uma aliança dourada ( com nomes gravados ), uma corrente de pescoço dourada modelo masculino.

Ao ser indagado a respeito da procedência de tais materiais que estavam em seu bolso o mesmo disse que pertencia a ele.




 Os trabalhos dos policiais não pararam por aí, que a inteligência acabou derrubando o golpe do "Malandro"


Foto: Ass Com 6º CR/ Ed F.A.

 Em breve revista na caminhonete na borracharia os policiais encontraram uma bolsa marrom, onde continha uma carteira com documentos e cartões nome de uma mulher. ( esposa do dono da caminhonete e vítima do roubo)


 Ao ser averiguada a aliança os policiais encontraram um nome de uma mulher e perguntou para o suspeito qual era o nome que estava  gravado nesta aliança, haja visto que o mesmo afirmou que seria sua também.

Aí a casa caiu

  O suspeito revelou dois nomes que não tinha nada a ver com que estava gravando,  sendo que o nome da aliança era justamente o que os policiais haviam encontrado nos documentos, que estavam dentro da bolsa, que estava no veículo, se tratando da esposa do dono da caminhonete.


 Ao ver que não tinha mais como escapar do flagrante,  pois já havia entrado em contradição com as informações que não batiam nada com nada,  o homem começou a tremer é revelou a verdadeira face criminosa.


 Veja  um breve relato da ocorrência, por um policial que participou da apreensão do veículo:





 O suspeito assumiu que a caminhonete era produto de roubo e que ele com outros dois comparsas teriam praticado o roubo com uso de uma arma de fogo,  na cidade de Lucas do Rio Verde.

 O suspeito ainda disse que os outros dois comparsas teriam ficado na residência mantendo as vítimas em cárcere privado, enquanto ele fazia o trajeto até a cidade de Cáceres, onde a caminhonete seria entregue a outro indivíduo, para que fosse levada para a Bolívia.


 O suspeito imediatamente recebeu voz de prisão, sendo que os policiais deram continuidade aos trabalhos, entrando em contato com equipes policiais de Lucas do Rio Verde, em busca de informações e de intercederem por lá, na libertação das vítimas.

 Como resposta os policiais confirmaram o roubo e que as vítimas, já haviam sido libertas, pois os bandidos saíram ainda pela madrugada , da cada.



 O roubo



Ilçustração

A vítima compareceu à Delegacia de Polícia Civil de Lucas do Rio Verde por volta de 06:53, (conforme BO) e confirmou a versão apresentada pelo bandido em Cáceres aos Policiais Militares.

 O mesmo disse que por volta de 1 hora da manhã deste sábado, foi surpreendido por três bandidos, dois com os rostos escondidos por capuz e camisa e outro de cara limpa. 

 Os bandidos , que estavam com apenas uma arma, aparentando ser um revolver, rendeu o mesmo, sua esposa e dois filhos, que foram amarrados e levados para um dos quartos da casa, onde por cerca de 2 horas, permaneceram sob vigilância de dois bandidos.



Foto: Ass Com 6º CR
 Após este tempo os bandidos saíram da casa e eles conseguiram se soltar, ainda de madrugada e após se refazer emocionalmente pelos momentos terríveis passado com a família, nas mãos dos bandidos  pela manhã, foi até a delegacia de Polícia Civil.



 A caminhonete Hilux com placa de Lucas do Rio Verde  foi encaminhada para a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Cáceres, juntamente com os materiais apreendidos.



 Materiais recuperados

Uma aliança de ouro
Uma corrente dourada modelo masculino 
Um anel dourado com uma pedra vermelha
Um óculos de sol marca Secret
Um óculos de sol Marca Ray-Ban
Um relógio de pulso marca Orient
Uma carteira feminina cor marrom feminina
 Vários cartões bancários e documentos pessoais da esposa do proprietário da caminhonete)
Um aparelho celular marca Samsung
Um pendrive de cor vermelha além de outros documentos.


 Ainda foi aprendido um RG e o cartão magnético de do programa Bolsa Família, que está em nome do suspeito.



 Será que com a prisão do mesmo ele será cortado do Programa Bolsa Família  ou será incluso em mais um benefício tipo "o Bolsa Bandido."????

Comentários