Traficante é preso com grande quantidade de drogas que seria distribuída em bairros de Rondonópolis




TRAFICANTE É PRESO COM GRANDE QUANTIDADE DE DROGAS QUANTIDADE DE DROGAS QUE SERIAM DISTRIBUÍDAS EM BAIRROS DE RONDONÓPOLIS






 Assessoria | PJC-MT

 Fonte: Assessoria | PJC-MT

Uma grande quantidade de entorpecentes, entre cocaína, maconha e pasta base, foi apreendida pela Polícia Judiciária Civil, na tarde desta terça-feira (07.01), durante investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) de Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá).

A droga foi apreendida em poder do suspeito, W.P. 29, o “Quati”, apontado nas investigações como fornecedor de drogas para bocas de fumo em diversos bairros da cidade. A identificação do traficante aconteceu durante levantamentos sobre o comércio de drogas na região dos bairros Colina Verde, Azaleia, Margarida e Sítio Farias.

Segundo as investigações, o suspeito usava uma residência vazia para esconder as drogas que comercializava nos bairros e que distribuía para pontos de venda de entorpecentes em diversas regiões da cidade.

Nesta terça-feira (07), a equipe da DERF recebeu informações de que o traficante receberia uma grande carga de drogas, que seria escondida na residência já identificada. Após monitoramento do local, os policiais realizaram a abordagem do suspeito, que quando percebeu a aproximação reagiu tirando o celular do bolso e quebrando com as mãos.Durante revista pessoal, foi encontrado no bolso do investigado R$ 1 mil em dinheiro em notas de R$ 20 e R$ 10, característico da atividade de tráfico.

Em buscas no interior da residência, foram apreendidos 17 tabletes grandes, um médio e duas porções de pasta base de cocaína; 4 tabletes grandes, 2 médios e 07 porções de maconha, além de 6 porções de cocaína.

No local, também foram encontradas duas balanças de precisão, uma faca com resquícios de droga, um caderno com anotações referentes a distribuição de entorpecentes realizada pelo suspeito, além de R$ 3.410 em notas de R$ 100, R$50, R$20, R$5 e R$ 2.

Questionado, o investigado confessou que comercializava entorpecentes na residência e que há seis meses saiu da prisão e começou a atuar com o tráfico. Diante das evidências, o suspeito foi conduzido a DERF, onde após ser formalmente interrogado pelo delegado Santiago Rozendo Sanches e Silva, foi lavrado o flagrante de tráfico de drogas.

Comentários