Comandante da Polícia Militar lança "Patrulha Maria da Penha"



 COMANDANTE DA POLÍCIA MILITAR LANÇA  "PATRULHA MARIA DA PENHA"

O encontro ocorreu na terça-feira (18.02), na sede da Associação dos Cabos e Soldados
Foto: reprodução



Por: Alecy Alves Secom-MT


Durante a Visita de Orientação Técnica (VOT) que fez ao 6° Comando Regional da Polícia Militar em Cáceres (225 km de Cuiabá), na terça-feira (18.02), o comandante da PM, coronel Jonildo José de Assis, lançou a “Patrulha Maria da Penha”, juntamente com a Delegacia da Mulher, além de outros parceiros.

Assim como em Cuiabá e outros quatro municípios, em Cáceres os policiais militares vão fazer rondas, monitorar e acompanhar mulheres vítimas de violência doméstica que estão sob medida protetiva.

O coronel Assis, acompanhado do comandante do 6°CR, coronel José Nildo Silva de Oliveira, reuniu-se com representantes de instituições que atuam integradas com a Polícia Militar na prevenção e repressão à violência na região de Cáceres. Entre as instituições, o Exército, a Polícia Federal (PF) e a Rodoviária Federal (PRF), além do prefeito Francis Maris Cruz e de vereadores.

Na sede da Associação dos Cabos e Soldados, Assis e José Nildo se reuniram com oficiais do Comando Regional. O comandante geral realizou palestra para praças e oficias de unidades da região. Na pauta, a modernização e evolução tecnológica nas polícias. Ele ainda atualizou os policiais sobre legislação e algumas ações desenvolvidas e a serem implantadas pelas polícias em nível regional e nacional.

Assis também assistiu a uma apresentação sobre a produtividade operacional do Comando Regional. Ainda pode conferir dados que recebe em relatórios gerais, como dados de 2019: prisão de 135 pessoas procuradas pela Justiça (com mandado em aberto); apreensão de 119 armas de fogo; 189 carros roubados recuperados; e 227 prisões por tráfico de droga, entre outros.

Na avaliação do coronel José Nildo, a visita do comandante vai além da conferência das atividades policiais. Possibilita novos contatos, fortalecimento de parcerias e, principalmente, a aproximação com a tropa e a comunidade. No caso dos policiais, é uma oportunidade de atualizar e levas novas informações.



Foto: reprodução

Comentários