Motorista é conduzido para DP após capotamento na MT 175, por apresentar sinais de embriaguez e admitir ter bebido cerveja



 MOTORISTA É CONDUZIDO PARA A DELEGACIA APÓS CAPOTAMENTO NA MT-175, POR APRESENTAR SINAIS DE EMBRIAGUEZ E ADMITIR TER BEBIDO CERVEJA


Motorista e o passageiro saíram ilesos do capotamento de uma caminhonete, quando retornavam de Mirassol d´Oeste para Araputanga.  

Foto: Ass Com 17º BPM/ 6º CR-Oeste


 Por volta das 22 horas deste sábado, dia 8, Policiais Militares  de São José dos Quatro Marcos, foram solicitados para comparecerem à rodovia MT 175, em frente ao lixão, onde teria ocorrido o capotamento de um veículo.


  Uma Guarnição se deslocou ao local, onde constatou a veracidade dos fatos, se deparando com uma caminhonete S10 de cor preta capotada, fora da rodovia com o motorista de 45 anos e o passageiro no local, sem ferimentos.


 Durante a entrevista com motorista, para saber como ocorreu o acidente, o mesmo relatou que teria sido fechado por  outro veículo, perdendo o controle da direção e capotado o seu veículo.


 Durante essa entrevista os policiais perceberam que o motorista apresentava sinais de embriaguez, inclusive com forte odor etílico.


  Conforme o boletim de ocorrência, os militares indagaram ao motorista se o mesmo havia ingerido bebida alcoólica, sendo confirmado pelo mesmo, que disse que se encontrava num determinado balneário em Mirassol d'Oeste, onde ocorria um racha de som e que havia ingerido algumas garrafas de cerveja.


 No interior dos veículo os policiais ainda encontraram uma caixa térmica de isopor vazia com gelo derramado durante o acidente.



Diante dos fatos o passageiro permaneceu no local tomando conta do veículo e aguardando a chegada do guincho para remoção da caminhonete.
Foto: Ass Com 17º BPM/ 6º CR-Oeste

 O motorista foi conduzido para  Copom da 3ª Cia PM, para confecção do boletim de ocorrência, sendo ao mesmo ofertado a realização do teste do etilômetro.




 Condutor recusou-se a fazer  o teste do bafômetro, como é popularmente conhecido, sendo então que os policiais confeccionaram auto de constatação encaminharam mesmo sem lesões corporais e sem o uso de algema para Delegacia de Polícia Civil, onde foi apresentado, para outras providências pertinentes ao caso fossem tomadas. 

Comentários