Brigão espirra em policiais para tentar evitar sua prisão


 BRIGÃO ESPIRRA EM POLICIAIS PARA TENTAR EVITAR SUA PRISÃO

 Após agredir e jogar pedras no  próprio pai, ao ser algemado o suspeito espirrou  em direção aos policiais  dizendo que estava  com o vírus, para tentar evitar a prisão


Ilustração

 Um desentendimento familiar  com o filho agredindo o próprio pai, foi marcado por uma atitude de certa forma até engraçada,  quando um suspeito de 26 anos a preso pelos Policiais alegou ser portador do corona vírus ameaçando infectar os agentes de segurança.


Para não ser preso o mesmo disse que estava com coronavírus espirrando em direção aos militares, para tentar evitar a aproximação dos policiais e a sua prisão, mas não deu muito certo,  e o mesmo acabou no camburão.

 O fato ocorreu por volta das 22:11hs deste domingo, 29 de março,  na cidade de Salto do Céu, distante a cerca de 356 km a oeste da capital Cuiabá, durante o atendimento de uma ocorrência pelos policiais militares, onde o suspeito estava agredindo o seu próprio pai.


 Ao chegarem na residência os familiares informaram que o suspeito  estava embriagado e se desentendeu com o pai, entrando inclusive em luta corporal com o mesmo.


 Ainda segundo o relato da própria família,  a mãe e a irmã tiveram que intervir afastando o suspeito de  perto do pai,  sendo que o mesmo estava muito exaltado e ainda arremessou pedras  contra a vítima.
Imagem reprodução WEB
https://hectorematheusfrancobioifes.wordpress.com/2011/03/06/espirro/
 O suspeito ainda disse ao policiais para que não entrassem na casa,  porém diante da situação os militares realizaram a entrada na casa da vítima e enquanto imobilizava o suspeito este se voltou para os policiais  dizendo atestava com COVID-19 e espirrou em direção aos militares, ameaçando os mesmo de contágio, tentando evitar sua prisão


 .
 A artimanha não deu muito certo, e o suspeito recebeu uma pulseira de prata  para conter o vírus da cachaça e foi levado para o camburão.

Diante dos  fatos  foi confeccionado o presente boletim de ocorrência e o suspeito conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Rio Branco, que passou a tomar outras providências.

Comentários