Polícia Civil prende dois Picaretas trazendo mel falsificado de Rondônia para vender em Pontes Lacerda




 POLÍCIA CIVIL PRENDE DOIS PICARETAS QUE TRAZIAM MEL FALSIFICADO DE RONDÔNIA PARA VENDER EM PONTES E LACERDA


 Os homens colocavam um pouco de mel verdadeiro na parte superior da garrafa, inclusive acrescentando abelhas mortas para enganar os clientes.

Foto: P.J.C./ Ed F.A.


 Nessa sexta-feira 13 a Polícia Civil de Pontes Lacerda-MT, 448 KM a Oeste da Cuiabá, realizou a abordagem a um homem que estava sem documentos próximo a Vila Olímpica.

O suspeito alegou ser vendedor ambulante e que que estava na cidade comercializando mel, porém já havia vendido todo o seu estoque.

 O homem não portava documentação pessoal e nem mesmo do veículo que conduzia, alegando que estava hospedado em um hotel da cidade.

 Os policiais acompanharam o mesmo até o referido hotel, onde o mesmo informou que tinha vindo de Vilhena, cidade de Rondônia próximo à divisa com Mato Grosso e onde trouxeram mel de abelha.

 Durante os trabalhos um outro suspeito chegou ao hotel e confirmou que realmente trabalhavam na venda de mel de abelha.

 Através da vistoria pelo hotel os policiais encontraram na lavanderia do hotel 312 garrafas de um produto especificado um como mel de abelha.
Foto: P.J.C.
 A Polícia Civil já investigava entrada no município de mel falsificado, conforme apreensão realizada em dezembro de 2019, em uma barraca de feira,  onde o proprietário revelou que os fornecedores seriam da cidade de Vilhena em Rondônia.


 Após ser encontrada a grande quantidade de garrafas que estavam na lavanderia,  quatro delas foram selecionadas e levadas para perícia, onde sem muito trabalho os peritos constataram que não se tratava de mel de abelha, e que o produtor era falso.

Foto: P.J.C.
 Com o flagrante é o crime adulteração ou falsificação de substância alimentícia conforme previsto no artigo 272 do Código Penal os suspeitos foram enquadrados em flagrante.


 Durante a entrevista ambos revelaram que realmente o produto era falsificado e que para enganar os clientes acrescentavam uma pequena quantidade de mel de abelha original na parte superior da garrafa, onde inclusive haviam moscas e abelhas mortas.


 Segundo informou o delegado de Polícia Civil Maurício Maciel, com a prisão da dupla, foi esclarecida a apreensão do produto falsificado ocorrido no mês de dezembro de 2019.

Foto: P.J.C.
 Os suspeitos foram presos pela equipe da DP de Pontes Lacerda que passou a tomar outras providências no caso.

Comentários