PM prende dois após denúncia de som alto ao lado do hospital em Mirassol d'Oeste




PM PRENDE DOIS APÓS DENÚNCIA DE SOM ALTO AO LADO DE HOSPITAL,  EM MIRASSOL D´OESTE

Um suspeito foi preso por estar com som alto em seu veículo e desobedecer a ordem dos policiais,  o amigo que estava bebendo no mesmo local foi até a Delegacia dirigindo para auxiliar o companheiro e também foi preso.

Foto: reprodução web



 O fato ocorreu no final da tarde deste  domingo dia 19, após várias ligações e 190 de reclamações de um som muito alto em um Saveiro de cor preta, que estava ao lado do Hospital Samuel Greve, na rua Nilma Pereira Leite, centro da cidade de Mirassol do Oeste.


 Os policiais da Rádio Patrulha se deslocaram até o local onde constataram o fato e primeiramente pelo bom senso pediram que o jovem de 23 anos que desligasse o aparelho de seu veículo, devido ao local que por determinação de lei não pode haver buzinas e nem som alto, para não perturbar o trabalho dos médicos enfermeiros e nem o repouso dos pacientes hospitalizados.


 Após solicitar que o jovem baixasse o som, o mesmo aparentemente que teria concordado, desligando o aparelho de seu veículo,  e ao serem atendidos os policiais saíram do local e deram continuidade nas rondas pela cidade.


 Após alguns minutos novas ligações via 190 relatavam de que assim que a viatura saiu do local o suspeito ligou novamente o som e dessa vez em volume bem mais alto.



 Diante dessa nova informação os policiais retornaram ao local e durante a aproximação foi possível ouvir o som elevado que saía do veículo do suspeito.


 Diante do flagrante de desobediência e perturbação do sossego e do trabalho alheio, o jovem recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, com veículo e os equipamentos sonoros.

Por volta das 18 horas um amigo do suspeito preso chegou dirigindo uma caminhonete S10  na Unidade Policial,

Foi observado pelos policiais que o condutor de 27 anos, também estava no local decorrência de som alto, visto pelos policiais ingerindo bebida alcoólica, sendo que no local haviam muitas garrafas de bebidas vazias e cheias.


 Ao ser indagado o que desejava o mesmo relatou que estava no na delegacia para prestar atendimento ao seu amigo, que estava sendo conduzido pela perturbação no trabalho e sossego alheio.


 Durante entrevista foi observado sintomas de embriaguez e durante abordagem policial foi constatado que o mesmo não possuía documentos do veículo e nem documentação pessoal.

 Diante dos fatos o condutor de 27 aos também foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil, para demais providências.

Comentários