Polícia Militar age rápido e prende estuprador em flagrante após abusar sexualmente de menina de 13 anos em Cáceres



POLÍCIA MILITAR AGE RÁPIDO E PRENDE ESTUPRADOR EM FLAGRANTE APOS ABUSAR SEXUALMENTE DE MENINA DE 13 ANOS EM CÁCERES

 A ação rápida da PM, após receber a denúncia,  foi ao local onde suspeito foi localizado e mesmo negando o crime foi desmentido pela vítima que estava debilitada pela violência física e sexual 
Foto: ilustrativa
Na madrugada desta terça-feira dia 7, Policiais Militares do 6º BPM, atendendo uma denúncia conseguiram prender em flagrante um estuprador, que sob violência física e emocional abusou de uma menina de apenas 13 anos na cidade de Cáceres.

 Segundo a Polícia Militar, que atendeu a ocorrência levando para trás das grades mais um criminoso,  uma denúncia de estupro chegou a Via 190 ao Ciosp por volta de 4:30 da manhã desta terça-feira, 7,  informando de uma vítima de estupro em uma residência na Avenida Tancredo Neves, próximo a subida para o bairro Cohab Nova.


POLÍCIA MILITAR
DISK DENÚNCIA
0800-65-3939

 Imediatamente o fato foi repassado as unidades de Rádio Patrulha do 6º Batalhão que estavam nas ruas, onde uma equipe se deslocou para o local para averiguar a informação recebida.

Ao chegarem a casa informada na denúncia os policiais chamaram pelos moradores na porta onde o suspeito de 19 anos  já saiu com as mãos na cabeça dizendo não perfeito nada.

  Com a informação do estupro ocorrido naquele local, os policiais perguntaram pela vítima que se encontrava na residência onde o mesmo disse aos policiais que se tratava de sua namorada.

 Os policiais chamaram pela vítima que foi de encontro a guarnição, ainda muito debilitada, que foi  tirada de perto do suspeito para esclarecer o que realmente havia ocorrido.

 EMERGÊNCIA      PM   190

 Já em segurança, longe do criminoso, a vítima de apenas 13 anos, passou a contar aos policiais que seguia na Avenida Tancredo Neves sentido bairro para o centro de Cáceres e ao passar em frente à casa do suspeito o mesmo a chamou para conversar.

 Quando a mesma parou o suspeito já levou para dentro do seu quarto e mesmo ela recusando e por várias vezes dizendo que não queria ter relações sexuais, o suspeito com o uso da aforça passou abusar sexualmente da mesma.



 Para cometer o estupro e devido a resistência da vítima o suspeito utilizou de violência física tentando esganar a mesma.

Quando a vítima gritou por socorro teve a boca tampada por ele, ainda causando hematomas em sua boca.


 A vítima relatou aos policiais que devido a violência chegou a perder a consciência desmaiando enquanto era abusada e acordou com o suspeito jogando álcool em seu rosto e lhe ameaçando caso ela contasse o ocorrido para alguém ou lhe denunciasse a polícia.
denuncie não se cale



 Ainda segundo a vítima o suspeito lhe disse em ton de ameaça que se ela falasse algo sobre o ocorrido para alguém ou até mesmo para polícia ele iria entregar a mesma para o comando vermelho.

 A vítima que estava muito debilitada e abalada emocionalmente estava com partes das vestes com manchas avermelhadas aparentando sangue e queixando-se de dores na virilha.

  O suspeito recebeu voz de prisão sendo conduzido para  a 1ª DP para demais providências.


 Os Policiais Militares socorreram a vítima encaminhando-a até o Hospital Regional e informaram ao Conselho Tutelar sobre o caso ocorrido, onde uma conselheira passou acompanhar os procedimentos,  resguardando os direitos da menor.  vítima deste crime brutal.


 A testemunha  que denunciou o fato fugiu do local após ser ameaçado pelo suspeito, que estava de posse de uma faca e segundo relatos da mesma também é integrante de uma facção criminosa.

 O caso segue aos cuidados da polícia civil, que passou a tomar outras providências.

Comentários