Homem é assassinado à tiros no dia de seu aniversário, em Cáceres.

HOME É ASSASSINADO A TIROS NO DIA DE SEU ANIVERSÁRIO EM CÁCERES



 Um carro branco teria passado em alta velocidade pelas ruas do bairro Jd Planalto, populares teriam ouvido quatro disparos  que alvejaram a vítima, que foi socorrida mas morreu no Hospital.


Ilustração: reprodução WEB

 Por volta das 19:30 deste domingo dia 17de maio a Polícia Militar recebeu uma solicitação através do número 190,  que no bairro Jardim Planalto populares teriam avistado um veículo de cor branca, que  passou em alta velocidade, e também que estas pessoas teriam ouvido quatro estampidos, aparentemente de disparos de arma de fogo.



 Uma equipe de Rádio Patrulha do 6º BPM realizava policiamento nas proximidades daquele bairro se deslocou rapidamente para o local, onde durante as rondas realizadas na rua São Francisco visualizou o homem caído ao solo, pedindo por socorro.

 Foi possível constatar que o mesmo estava ferido e que havia sido alvejado por tiros, sendo que os policiais rapidamente acionaram a equipe de resgate do Corpo de Bombeiro, que prontamente o compareceu ao local socorrendo a vítima ao Hospital Regional de Cáceres.



 A equipe policial ainda tentou conversar com a vítima em busca de informações a respeito do autor do crime, porém devido aos graves ferimentos a vítima somente dizia que estava com falta de ar e pedia socorro.


  A vítima foi identificada como Diego de Paula Arteman, de 30, que não resistiu aos ferimentos e foi a óbito enquanto recebia atendimento médico.



 O fronteira Alerta recebeu a informação que Diego foi alvejado por quatro projeteis na região toráxica, que acabou levando o mesmo a óbito.


  O local onde a vítima foi alvejada foi periciada em busca de pistas que levem a identificação do criminoso.

 O caso foi registrado na 1ª DP de Cáceres, onde o setor de investigação de homicídios passa a tomar outras providências.

 Caso você saiba de alguma informação que possa ajudar a esclarecer o crime ou a identificar o criminoso... 
Ligue 197 ou 0800-65-3939, e denuncie


Comentários