Homem sofre emboscada em Porto Esperidião, leva 5 tiros de pistoleiro, é socorrido mas vai a óbito no Hospital Porto Esperidião



 HOMEM SOFRE EMBOSCADA EM PORTO ESPERIDIÃO,  LEVA 5 TIROS É SOCORRIDO MAS NÃO RESISTE A VAI A ÓBITO NO HOSPITAL

Pelo menos 11 disparos foram realizados pelo pistoleiro, que aguardava à espreita em um terreno ao lado da casa da vítima,  a oportunidade de invadir a residência para lhe matar.


Foto: ilustrativa WEB


O fato ocorreu por volta das 21 horas, quando a Polícia Civil foi acionada em Porto Esperidião para averiguar uma situação, em que um homem havia dado entrada no posto de saúde com vários ferimentos provenientes de disparos de arma de fogo.
Foto Facebook

 A equipe de Investigadores da DP de Porto Esperidião se deslocou até a Unidade de Saúde, onde encontrou a vítima César Teotônio da Silva, de 43 anos, que estava recebendo os procedimentos médicos.

Devido a gravidade dos ferimentos o mesmo estava sendo estabilizado para ser removido para o hospital regional em Cáceres.


Uma Equipe da Polícia Militar também chegou Posto de saúde e atendendo a solicitação da equipe de saúde, realizou a escolta da ambulância, que levava a vítima acompanhado pela equipes de médico e enfermeiros para a cidade de Cáceres.

  A solicitação se deu devido a equipe de saúde temer que algum atentado ocorresse durante o trajeto, uma vez que o criminoso não conseguiu objetivo de matar a vítima em sua residência.

 Segundo informações obtidas através da Polícia Militar a vítima foi encaminhada para o Hospital Regional onde ficou sobre os cuidados médicos.

A princípio cinco projetos alvejaram a vítima sendo que 4 atingir os seus membros e um deles a região do O quadril consiste na articulação que liga a coxa à bacia.

A vítima deu entrada ao Hospital Regional em em estado gravíssimo, e segundo informações recebidas na manhã desta segunda, que por volta das 6:30 horas  o mesmo não resistiu e foi a óbito.
 O óbito da vítima, além dos ferimentos sofridos foi decorrente da grande perca de sangue,o que causou o choque hipovolêmico hemorrágico

A Polícia Civil acionou a Politec de Cáceres que compareceu ao local do crime para realizar os trabalhos periciais, que terminou quase por volta das 02:00 hs da manhã desta segunda.

A tentativa de homicídio ocorreu em um rancho pertencente a vítima, localizado na Avenida beira-rio numa região no perímetro urbano de Porto Esperidião, as margens do rio Jauru, onde existem várias propriedades de Veraneio e residências.


Segundo o que foi observado local e apurado até o momento, durante este domingo a vítima encontrava-se fazendo uma confraternização com os amigos em sua propriedade e quando anoiteceu os convidados foram embora e o mesmo permaneceu sozinho no local.
Foto: R.S.W.A.

Em dado momento o suspeito teria invadido uma propriedade, onde se deparou com a vítima na área, próximo a uma pia, onde possivelmente ocorreu os primeiros disparos, devido as manchas de sangue que foram vistas no local.

Pelo menos 11 disparos foram realizados contra a vítima, que correu para se defender e acabou caindo próximo a uma mesa após ser alvejado por diversas vezes.

O suspeito possivelmente tenha pensado que teria concluído homicídio e se evadiu do local
tomando rumo ignorado,sem deixar rastros.

A vítima que estava com seu celular ligou para seu irmão que providenciou o socorro do mesmo até o pronto atendimento.

No local foram recolhidos vários projetos três e fragmentos além 11 cápsulas de munição calibre. Ponto 40 da pistola utilizada pelo criminoso.
Foto: R.S.W.A.

 A polícia também conseguiu chegou a conclusão através da averiguação do cenário do crime, que suspeito teria adentrado primeiro a uma construção ao lado da casa da vítima e onde utilizou-se até de uma escada para colocar encostada ao muro e observar a residência da vítima.

Há suspeitas de que o mesmo estaria a espreita e aguardou a oportunidade em que todos os convidados foram embora para invadir a casa.

Pelos rastros foi constatado que o criminoso seguiu pelas margens do rio indo até a área onde a vítima encontrava-se, possivelmente lavando algumas vasilhas ou organizando as coisas ao final da contabilização.

Neste local a vítima se tomou um alvo fácil para o pistoleiro que efetuou os disparos.


Até a manhã desta segunda-feira dia 18 a polícia não havia conseguido nenhuma pista a respeito do autor do crime e nem da motivação.


 A vítima que foi socorrida pelo irmão não repassou maiores informações devido ao seu estado, quase desfalecendo devido à perca de muito sangue e dos ferimentos, pedindo apenas para que o irmão não deixasse ele morrer.

O caso segue sendo apurado pela Delegacia de Polícia Civil de Porto Esperidião.

 Deixo aqui meus sentimentos de profundo pesar aos familiares e amigos, do Cezar, pessoa que tive a oportunidade de conhecer, quando eu morava ai.


 Segundo infromaões obtidas pelo Fronteira Alerta, 
Caso você saiba de alguma informação que leve a identificação do assassino, ligue 197

Comentários