Ação conjunta PF, FT/6ºCR e Sispen, prende quadrilha que desviava piche da Prefeitura de Cáceres




 AÇÃO CONJUNTA PF, FT/6º CR E SISPEN/MT,PRENDE QUADRILHA QUE DESVIAVA PICHE DA PREFEITURA DE CÁCERES



Quatro homens foram presos , dentre eles um reeducando que presta serviços a prefeitura, e era o motorista do caminhão, que levou o material desviado uma residência da periferia.


Foto: 6º CR-PM de Cáceres/ Ed F.A.

  Na manhã desta quarta-feira dia, 3 foi desencadeada uma operação conjunta entre a Polícia Federal,  a Força Tática da Polícia Militar de Cáceres e o Sistema Prisional,  tendo como alvo uma quadrilha que desviava materiais para pavimentação de  ruas em Cáceres, distante a cerca de 226 Km da capital.


A Operação batizada como o Betume também conhecido como piche, matéria-prima para a condução de emulsão asfáltica para pavimentação de ruas e rodovia, justamente o material desviado.

A Operação teve como alvo uma quadrilha que desviava o material da Secretaria de Obras no município de Cáceres.


Foto: 6º CR-PM de Cáceres/ Ed F.A.


 Segundo informações da Polícia, as investigações apontaram que o material era comercializado a particulares por preço bem abaixo do mercado.

 Quatro homens foram presos em flagrante em uma residência. onde também foi apreendido um caminhão que levava o material dentro de um tanque, que era descarregado dentro desses reservatórios, numa determinada residência.

 Um dos presos na operação é motorista do caminhão que se encontra cumprindo pena e trabalha prestando serviços a prefeitura, como forma de redução de pena, conforme autorização judicial para prestar serviço externo, e ter remissão de pena.


Vídeo: 6º CR-PM de Cáceres/ Ed F.A.




 Cerca de 1200 litros de piche que foram encontrados descarregados nos reservatórios foram apreendidos juntamente com o caminhão,  Prefeitura Municipal de Cáceres.


O material era armazenado para que posteriormente fosse comercializado ilegalmente. Segundo informações, o material seria vendido a particulares por preço abaixo do valor de mercado, conforme informou a assessoria da PF.



 Segundo informações a polícia utilizará o registro da movimentação do reeducando, através de sua tornozeleira eletrônica que será rastreada e também servirá como prova para entrega do produto, tanto na data de hoje como também em outras ocasiões, demonstrando assim a reiterabilidade da conduta criminosa.

 Além do reeducando outros três homens também foram presos e conduzidos para a Polícia Federal, que segue com as investigações para identificar todos os envolvidos no crime.

A Prefeitura Municipal de Cáceres-MT acompanhou a operação e recebeu de volta os bens públicos.


A Polícia Federal seguirá com as investigações para identificar todos os envolvidos no crime.

Comentários