GEFRON prende quadrilha que praticou roubo em fazenda na fronteira



GEFRON PRENDE QUADRILHA QUE PRATICOU ROUBO EM FAZENDA NA FRONTEIRA.



A prisão do grupo ocorreu em Araputanga, onde todos moram e contaram ainda que tiveram informações privilegiadas de um funcionário da vítima.


Foto: GEFRON


Durante a Operação Hórus/VIGIA, em continuidade a força tarefa, no combate aos crime na faixa de fronteira, neste dia 17 de junho de 2020, na operação conjunta com a Força Tática do 1º CR, a base GEFRON recebeu informações de que havia acontecido um roubo em uma propriedade rural na região de Baía Bela.


Foi roubada 01 (uma) Hilux de cor branca, 01 (uma) pistola Taurus calibre .380, um revolver TA calibre .22, 01 (uma) espingarda calibre .22 Magnum branca, 10 (dez) caixas de munição calibre .380, munições calibre .22, munições calibre 36, munições calibre 20 e R$ 10.000,00 (dez mil reais) em espécie.

 O fato foi irradiado de imediato a todas as guarnições de serviço e logo em seguida, a base GEFRON recebeu informações de que um dos suspeitos se encontrava na cidade de Araputanga comemorando o sucesso do roubo em sua residência.

As equipes policiais se deslocaram de imediato para averiguar a situação, sendo que ao se aproximar da residência em que o suspeito de alcunha Barraquinha supostamente se encontrava, ele tentou se evadir da equipe, com uma arma de fogo em punho.

Vídeo GEFRON


Ao ser abordado e interpelado sobre o fato o mesmo alegou que participou da ação criminosa e que os demais comparsas estavam em suas respectivas residências.


O o segundo suspeito teria ido até o supermercado, local onde a equipe o deteve e no bolso da calça que estava trajando foi encontrada a quantia de R$ 2.000,00 (dois mil reais) em espécie. 

A pistola localizada com o vulgo Barraquinha se tratava de um armamento registrado em nome da vítima do roubo, o qual alegou que os suspeitos chegaram em duas motocicletas sendo que uma delas era de cor vermelha da marca Honda, se encontrava sem a carenagem traseira e sem farol, características semelhantes a motocicleta localizada na residência de um dos infratores. 


Foram localizados também R$ 4.913,00 (quatro mil novecentos e treze reais) em espécie, no local supracitado.


 Em continuidade a ocorrência obteve-se êxito em localizar mais dois suspeitos em uma mesma residência da referida cidade, onde foram apreendidos 09 (nove) cartuchos de calibre 36, 01 cartucho de de calibre .20, 03 potes de chumbo e 02 potes de pólvora. 


Ambos os detidos confessaram que participaram do roubo e que o revólver calibre .22 roubado da propriedade e registrada em nome do proprietário estaria escondido na fazenda Tarumã. 


Em posse das informações a equipe policial localizou o armamento no guarda roupas de um dos suspeitos, na fazenda Tarumã, onde seus pais moram.


 Ao serem indagados sobre como tinham posse das informações a cerca da propriedade e os bens que ali se encontravam os suspeitos alegaram que tiveram informações privilegiadas advindas de um comparsa que era caseiro da vítima, sendo que após a prisão dos demais suspeitos confessou ter passado as informações da vítima e de como funcionava a rotina da fazenda.

Diante dos fatos, suspeitos e materiais apreendidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Porto Esperidião, para as providências que o caso requer.




Apreensões:


R$ 6.913,00 (seis mil novecentos e treze) em espécie;

01 (uma) pistola Taurus calibre .380; 01 (um) revólver TA calibre .22;

09 (nove) cartuchos calibre 36;

01 (um) cartucho calibre .20;

03 (três) potes de chumbo;

02 (dois)potes de pólvora;

Prejuízo ao crime: R$ 42.793,00 (quarenta e três mil setecentos e noventa e três reais);

Comentários