Ação integrada estoura ponto de distribuição de drogas do CV em Araputanga



AÇÃO INTEGRADA ESTOURA PONTO DE DISTRIBUIÇÃO DE DROGAS DO CV EM ARAPUTANGA

 Quatro suspeitos foram presos, mais de 20 kg de drogas e três armas foram apreendidas, dentre outros materiais.


Foto: PMMT

Conforme conta no Boletim de ocorrência, no início da tarde desta quarta-feira dia 14, uma ação integrada mobilizou Policiais Militares do 17º BPM e também da Delegacia de Polícia Civil de Araputanga,  tendo como foco  da operação uma residência conhecida como " "Cofre do CV", apontada durante as investigações e denúncias, como centro de armazenamento e distribuição de drogas da organização criminosa Comando Vermelho, em Araputanga.



 Os trabalhos de investigação que partiram da Agência Regional de inteligência ( ARI- CR-6), Agência Local de Inteligência (ALI-17º BPM) e também da Delegacia de Polícia Civil de Araputanga, deu origem a operação que culminou com a prisão de quatro homens e na constatação de que realmente o local era utilizado para armazenar grande quantidade de drogas dentre elas maconha e cocaína.



 Segundo informações da Polícia Militar, por volta das 13 horas desta quarta-feira homens da Polícia Militar ( Ari e Ali, GAP e equipes de RPs do 17 BPM) e Agentes da Delegacia de Policia Civil de Araputanga, se deslocaram para  uma residência localizada na rua Estácio de Sá, no centro do município de Araputanga.


Durante as investigações os Policiais também receberam a informação de que no local  haveria  um  um local utilizado para esconder armas ou drogas.


  Foi montada uma vigilância observando a movimentação, sendo avistado um dos suspeitos que saiu desta construção com dois invólucros nas mãos, aparentemente barras de entorpecentes.

 O mesmo recebeu voz de abordagem mas não obedeceu e correu para interior da casa com os tabletes nas mãos.


Os Policiais também acompanharam o suspeito e dentro da residência se depararam com outros três  suspeitos.

 Um dos suspeitos que não acatou a ordem de levar a mão na cabeça e tentou a mão na cintura para sacar uma arma de fogo, sendo que na primeira tentativa o mesmo receber um tiro de advertência que alvejou uma das perna.


 O suspeito ainda continuou a desobedecer e novamente tentou sacar arma levando mais um tiro dessa vez que alvejou sua mão, oque fez com que derrubasse o revolver  que segurava e em seguida o mesmo acabou caindo ao solo.


Com este suspeito os policiais encontraram um revólver calibre 38,  sendo que prontamente o mesmo foi socorrido ao hospital  local onde recebeu os primeiros atendimentos e posteriormente foi encaminhado para o HR em Cáceres.

Foto: PMMT


 Outros dois suspeitos acatam ordem foram presos no local, sendo que ainda um quarto suspeito que estava na casa, ao ser abordado tentou pegar um objeto em sua cintura e correu para trás de uma parede.


Ainda segundo consta no BO, a equipe diante de uma eminente situação de desobediência e receio de que fosse uma arma, como anteriormente ocorreu no mesmo local, foi realizado um disparo de advertência em direção ao solo, para inibir qualquer tipo de reação.



Posteriormente foi verificado que o suspeito encontrava-se ferido em um dos pés e com o celular na cintura, qual fez menção de pegar, sendo que o mesmo foi encaminhado para o pronto atendimento, onde recebeu o devido atendimento médico.



 Posteriormente os policiais passaram a realizar vistoria no local, sendo localizado 8 tabletes de substância análoga à maconha,  a quantia de R$ 4.500,00 (em notas trocadas).


 Na casa ao lado também foram localizados mais tens tabletes de substância análoga à maconha, sendo que  os suspeitos alegaram que teriam dispensado ao perceberem a chegada da polícia.


 Na residência que está em construção ( cofre do CV) que estava sendo investigada os policiais também realizaram a vistoria, sendo encontrado enterrado no quintal um tambor.

Foto: PMMT


 Nesse local os policiais localizaram dois revólveres calibre 38, dois tabletes (com cerca de 1 kg cada um) e além de 24 porções (de aproximadamente 150 gramas de substância análoga à pasta base de cocaína), ainda uma porção grande de 60 gr da mesma substância,   um pacote contendo ácido bórico, e ainda  65 trouxinhas de substância análoga à pasta base de cocaína, sendo que um dos suspeitos assumiu ser o dono.


Foto: PMMT


 Na Delegacia de Polícia Civil suspeitos foram apresentados, sendo dois deles sem lesões corporais e um terceiro com ferimento no pé, proveniente do disparo de arma de fogo dos policiais, que cessaram uma possível ameaça, quando mesmo levou a mão na cintura.




 Na delegacia também compareceu a proprietária de uma joalheria, que foi vítima de roubo em Araputanga,  no dia 02 de setembro, que reconheceu alguns relógios e alianças  sendo como produtos de roubo de sua empresa e que foram apreendidas durante a operação com os suspeitos. 


 O quarto suspeito permaneceu no Hospital Regional  recebendo outros atendimentos médicos devido aos ferimentos na perna e na mão.

Comentários