Homem é executado à tiros em frente sua casa em Mirassol d'Oeste

 

 HOMEM É EXECUTADO À TIROS EM FRENTE  A SUA RESIDÊNCIA EM MIRASSOL D´OESTE


 Os Assassinos chegaram em uma motocicleta e efetuaram vários disparos contra a vítima que mesmo ferido correu mas caiu num terreno próximo, onde morreu.


Adicionar legenda

 O crime ocorreu no início da noite desta segunda-feira dia 12 de outubro, por volta das 19 horas no bairro Interlagos em Mirassol D´oeste. 


 A Polícia Militar foi acionada via 190, onde o comunicante relatou que havia ocorrido diversos disparos de arma de fogo na rua Primavera e possivelmente um homem teria sido vítima.


 Uma equipe de Rádio Patrulha (RP), se deslocou até o local onde encontrou a vítima Jair Alfredo Campos Vieira de 29 anos, que estava caído gravemente ferido e ainda com sinais vitais,  sendo que o seu redor haviam vários populares tentando socorrer o mesmo.


 Prontamente uma equipe  do Hospital Samuel Greve também compareceu ao local para prestar o atendimento a vítima, porém constatou que o mesmo já havia ido a óbito.



 A vítima  apresentava sangramento devido aos ferimentos causados pelos projetos, sendo que o local foi isolado e comunicado a Polícia Civil para quê também tomasse outras providências,  dentre elas acionar se a Perícia Criminal.



Algumas pessoas relataram, conforme consta no boletim de ocorrência, que a vítima encontrava-se em frente a sua residência, na rua Primavera, quando foi surpreendida por dois criminosos que estavam numa motocicleta,  e chegaram efetuando vários disparos contra o mesmo.


 A vítima ainda correu dobrando quarteirão e foi encontrado em um terreno baldio,  onde acabou indo a óbito devido aos  disparos recebidos.



 Os suspeitos não foram identificados, bem como também não houve nenhuma informação a respeito do tipo de motocicleta utilizada pelos criminosos, que se evadirão do local sem deixar rastros.



 Qualquer informação você pode ligar 0800-065-3939 ou ainda no 197 ou 190, você não precisa se identificar



 O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil que passou  a investigar o caso.

Comentários